As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Prefeito de Nova York rejeita mudar regra sobre vacinação e mantém Kyrie Irving fora da NBA

Armador do Brooklyn Nets é contra se imunizar contra a covid-19 e, por isso, não atuou ainda nesta temporada

Marcius Azevedo

08 de novembro de 2021 | 19h01

O prefeito eleito de Nova York, Eric Adams, acabou com qualquer esperança de Kyrie Irving de ser liberado para jogar na NBA sem antes ter se vacinado contra a covid-19.

Em entrevista à CNN, o político afirmou que vai manter as medidas de prevenção e segurança contra o coronavírus, entre elas a exigência de vacinação, apesar de, em comentários anteriores, ter dito que iria revisar o conjunto de regras.


Kyrie Irving não jogou na temporada porque é contra se vacinar contra a covid-19. Foto: Sarah Stier/AFP

“A cidade de Nova York não vai mudar nenhuma regra. Cabe à NBA e ao próprio Kyrie se entenderem para mantê-lo nos Nets e continuar zelando por todos os atletas que vêm jogar aqui. Acho que eles chegarão a uma conclusão sobre isso”, afirmou o prefeito.

Eric Adams admitiu que gostaria de ver o armador atuando pelo Brooklyn Nets. “Sou um fã da equipe e adoro Kyrie. Acho que ele é uma peça que precisamos para ganhar um campeonato”, disse o político, que reforçou. “Depende dele. Não quero impor nada, é o seu corpo. Ele tem de tomar uma atitude de acordo com o que queira fazer.”

Kyrie Irving continua afastado das atividades da franquia por causa da vacina. O gerente-geral dos Nets, Sean Marks, deixou claro desde o início que não vai contar no elenco com um jogador que não pode atuar em todos os jogos. A exigência da vacina ocorre em Nova York, casa dos Nets, e San Francisco, onde atua o Golden State Warriors.

Tudo o que sabemos sobre:

basqueteKyrie IrvingNBA

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.