As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Presidente da Federação Paulista de Basketball pede sugestões para novo estatuto

Filiados podem se manifestar por e-mail até o dia 7 de fevereiro

Marcius Azevedo

31 de janeiro de 2020 | 14h29

O presidente da Federação Paulista de Basketball, Enyo Correia, enviou um ofício aos filiados da entidade pedindo sugestões para confecção de um novo estatuto. O documento foi publicado no site da FPB nesta semana.

Os filiados e suas respectivas assessorias jurídicas terão até o dia 7 de fevereiro para encaminharem suas sugestões por e-mail. Em seguida, o advogado Caio Medauar, contratado pelo presidente da FPB, promete adequá-las para serem utilizadas na confecção do novo estatuto.


Enyo Correia, presidente da Federação Paulista de Basketball

O documento será enviado aos filiados e, após apreciação, Enyo promete convocar uma assembleia geral extraordinária para que o estatuto possa ser votado e aprovado.

No ofício, o presidente pede para todos os filiados levarem em consideração nas sugestões ‘leis e normas do desporto que norteiam o país, além claro, de pensar globalmente, sem o pensamento corporativista.’

Vale lembrar que o estatuto atual é alvo de uma ação na Justiça por parte da oposição da FPB. Segundo os integrantes da chapa jogo limpo, encabeçada por Marco Antonio Aga, Enyo conseguiu alterar o estatuto, permitindo sua reeleição para um terceiro e até para um futuro quarto mandato, de forma fraudulenta, infringindo diversos artigos do verdadeiro estatuto, tudo feito em uma assembleia que jamais foi realizada para esse intuito.

O processo continua caminhando na Justiça, mas, deste o ano passado, até mesmo antes de ser reeleito para o quadriênio 2020-2024, Enyo prometeu alterar novamente o estatuto e, para isso, contratou o advogado Caio Medauar.

Ex-diretor do Pinheiros, Carlos Osso, chegou a enviar uma notificação ao presidente no final do ano passado para dizer que não participou de uma reunião para definição de estatuto como foi registrado por Enyo. Osso quer ter participação ativa no novo estatuto desta vez.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.