Reserva no Flamengo, Felício vai jogar na NBA
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Reserva no Flamengo, Felício vai jogar na NBA

Pivô assinou contrato por duas temporadas com o Chicago Bulls

Marcius Azevedo

12 de julho de 2015 | 20h28

Em quatro temporadas no NBB, Cristiano Felício não conseguiu se consolidar como titular do Flamengo. Foi importante nas inúmeras conquistas da equipe, mas nunca como protagonista. Agora, aos 23 anos, recebeu uma chance de atuar no melhor basquete do mundo.

A direção do Chicago Bulls nem sequer esperou pelo fim da participação do brasileiro na Summer League (Liga de Verão) para assinar um contrato por duas temporadas. O acordo foi assinado e o pivô de 2,10 m já fica à disposição do técnico Fred Hoiberg para iniciar os treinos com o elenco principal da equipe.

O gerente-geral da franquia de Illinois, Gar Forman, demonstrou bastante empolgação com o brasileiro. “Nós estamos impressionados com o empenho e potencial de Cristiano. Estamos ansiosos para tê-lo conosco, trabalhando ao nosso lado, em nossos treinamentos de pré-temporada”, elogiou.

Cristiano Felício assinou contrato por duas temporadas com o Chicago Bulls

Cristiano Felício assinou contrato por duas temporadas com o Chicago Bulls


Apesar do discurso otimista de Forman, Cristiano Felício terá de provar que tem condições de continuar no elenco em um ambiente hostil, sem ser enviado para se aprimorar na D’League (Liga de Desenvolvimento), o que aconteceu com outros brasileiros, como Fab Melo e Bruno Caboclo.

No Brasil, o pivô se destacava principalmente na defesa, característica apontada como fundamental para chamar a atenção dos norte-americanos. Além dos treinamentos que realizou nos Estados Unidos e Europa (foi eleito o melhor pivô no Eurocamp em 2014, em Treviso, na Itália), Cristiano Felício foi observado (e aprovado) nas partidas que o Flamengo fez contra Orlando Magic, Memphis Grizzlies e Phoenix Suns, válidas pela pré-temporada em 2014.

Agora, com Cristiano Felício, são oito brasileiros na NBA. Os outros são Anderson Varejão (Cleveland Cavaliers), Bruno Caboclo e Lucas ‘Bebê’ Nogueira (Toronto Raptors), Leandrinho Barbosa (Golden State Warriors), Nenê Hilário (Washington Wizards), Raulzinho Neto (Utah Jazz) e Tiago Splitter (Atlanta Hawks).

O jogador, que completou 23 anos no último dia 7 de julho, está eufórico. “É o melhor presente de aniversário que eu poderia receber. Vim para os Estados Unidos com um objetivo na cabeça, que era mostrar o meu basquete, dar o meu melhor para aproveitar essa oportunidade. Queria apenas fazer uma grande Summer League e já recebi essa notícia maravilhosa. Fiz bons treinos em Chicago e estou muito, muito feliz. Quero fazer um grande campeonato”, afirmou.

Agora é aguardar para saber qual será o impacto do pivô na NBA.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: