Luis Scola, por favor, dispute os Jogos Olímpicos de Tóquio
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Luis Scola, por favor, dispute os Jogos Olímpicos de Tóquio

Pivô de 39 anos disse que o Mundial seria sua última competição pela Argentina

Marcius Azevedo

11 de setembro de 2019 | 07h00

Luis Scola, aos 39 anos, afirmou que o Mundial da China seria sua última competição pela seleção da Argentina. Torço para que isso não aconteça e estou na campanha com Facundo Campazzo para que o pivô campeão olímpico possa mudar de ideia e disputar os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020.

A Argentina garantiu vaga na Olimpíada após avançar às quartas de final da competição – agora já está na semifinal – e, pouco depois disso, o armador fez um apelo pelas redes sociais para que Scola continue na seleção. Já são 30 mil curtidas e 51 mil retuítes no post publicado no Twitter em 9 de setembro.


Scola luta pela bola diante da Sérvia. Foto: Alex Plavevski/EFE

Por enquanto, Scola não se posicionou.

 

Em quadra, o pivô continua jogando como um garoto, com muita energia, e abusando do seu repertório ofensivo. Na vitória diante da Sérvia por 97 a 87, pelas quartas de final, ele anotou 20 pontos e pegou cinco rebotes. O último deles um ofensivo, nos segundos finais, quando ainda sofreu falta e converteu os dois lances livres.

No Mundial, Scola registra médias de 17,8 pontos, 7,3 rebotes e 1,7 assistências.

Além disso, fora de quadra, exerce sua função de líder. “Luis Scola é como um adjetivo. É como dizer ‘Ele é bom, ele é Scola’. Depois do jogo, antes de eu vir aqui participar da entrevista coletiva, ele conversou com os jogadores no vestiário, inclusive eu. Ele disse: ‘Cale a boca, eu vou falar'”, contou o Sergio Hernández.

O treinador também revelou uma conversa com Scola lá atrás, um ano antes do Mundial. E que agora se confirmou. “Treinador, temos de conversar com o time sobre as semifinais do Mundial. Nós podemos jogar as semifinais. Se queremos ir para Tóquio 2020, precisamos jogar as semifinais e podemos fazê-lo.”

Premonição? Não. Confiança.

Scola, por favor, dispute os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Tudo o que sabemos sobre:

basqueteLuis Scola

Tendências: