As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Será difícil alguém tirar o título do Miami

Marcius Azevedo

27 de fevereiro de 2013 | 10h47

As últimas vagas para os playoffs estão sendo disputadas a tapas, ou safanões no caso de Indiana Pacers e Golden State Warriors (assista ao vídeo aqui). Mas há uma equipe que não está nem um pouco preocupada com esta briga. O Miami Heat demonstra jogo após jogo que o bicampeonato parece uma questão de tempo.

Eu me arrisco a dizer (ou melhor, escrever neste espaço) que só uma hecatombe pode tirar o título desta temporada das mãos de LeBron James, Dwyane Wade e companhia…

As estrelas da equipe estão se comportando como tal. Quando o jogo fica complicado, o que ocorreu contra o modesto Sacramento Kings, na noite de terça-feira, LeBron e Wade, com ajuda de Chris Bosh, resolvem o assunto.

“São números de videogame. Estes dois caras foram sensacionais”, afirmou o técnico do Miami, Eric Spoelstra, após o 12º triunfo consecutivo da equipe (o 41º em 55 partidas na temporada). O placar apontou 141 a 129 após duas prorrogações.

LeBron fez 40 pontos, deu 16 assistências (recorde pessoal do ala, que havia distribuído 15 passes para cestas em duas oportunidades: no dia 18 de fevereiro de 2010 contra o Denver Nuggets e no dia 26 de janeiro de 2005 contra o Memphis Grizzlies) e amealhou oito rebotes.

O desempenho, com certeza, fez com que Michael Jordan pensasse um pouco melhor sobre quem é mais jogador: LeBron James ou Kobe Bryant. O maior jogador de todos os tempos, que completou 50 anos no última dia 17, apontou o ala do Los Angeles Lakers como o melhor.

Wade não ficou muito atrás de LeBron contra o Sacramento. O ala anotou 39 pontos, apanhou oito rebotes e deu sete assistências. Bosh completou o serviço, com 15 pontos, oito rebotes e quatro tocos.

“Estamos jogando em conjunto, fazendo as coisas da maneira certa. Estamos jogando bem ofensivamente, compartilhando a bola. E não estamos ficando precipitados. Estivemos em alguns jogos loucos, mas mantivemos o rumo e descobrimos uma maneira de obter a vitória”, afirmou LeBron.

A sequência de 12 vitórias é a maior de uma equipe nesta temporada e a segunda mais longa da franquia em todos os tempos.

Claro que Oklahoma City Thunder e San Antonio Spurs podem aprontar, mas, se o Heat continuar jogando assim, será muito difícil (quase impossível) alguém tirar esse título do Miami.

Confira o show de LeBron e Wade na vitória do Miami Heat contra o Sacramento Kings:

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.