Será o fim da linha para Faverani em Boston?
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Será o fim da linha para Faverani em Boston?

Lesionado, pivô brasileiro corre o risco de ser dispensando pelos Celtics antes do início da temporada da NBA

Marcius Azevedo

14 de outubro de 2014 | 07h57

O sentimento de incerteza paira sobre o pivô Vitor Farevani.

O jogador passou por mais uma cirurgia no joelho esquerdo – o primeiro procedimento foi realizado em março – nesta segunda-feira (leia aqui) em Murcia, na Espanha, e corre risco de ser cortado do elenco do Boston Celtics antes do início da temporada da NBA.

O gerente geral da franquia, Danny Ainge, e o técnico Brad Stevens tem de dispensar obrigatoriamente cinco jogadores até o dia 28 de outubro. Atualmente, o grupo conta com 20 jogadores e apenas 15 podem ser inscritos.

Em uma breve análise é possível apontar que três nomes certos neste corte: Christian Watford, Rodney McGruder e Tim Frazier. O trio foi convidados para treinar com o elenco do Boston Celtics, mas não tem contrato garantido.

O ala/pivô Erik Murphy, que chegou recentemente do Cleveland Cavaliers em uma troca e também não tem contrato garantido, é outro que deve ser dispensado sem muita dor na consciência.

Faverani antes de ser operado pela segunda vez

Restaria então uma dispensa para fechar o elenco.

É aí que pode sobrar para Faverani. O brasileiro concorre com Joel Anthony, Phil Pressey e Dwight Poweell. Vale lembrar que os quatro têm contrato garantido. Ou seja, mesmo que for dispensado, o salário será pago.

Neste aspecto, o pivô leva um pouco de vantagem, já que recebe o terceiro maior salário deste quarteto. O Boston teria de desembolsar R$ 5 milhões para dispensar Faverani. Poweell receberia R$ 1,2 milhão, enquanto Pressey, R$ 1,9 milhão. A quantia para dispensar o veterano Anthony é mais salgado: R$ 9 milhões.

Há ainda uma outra opção: conseguir uma troca por uma escolha de draft (loteria dos novatos) ou até uma negociação por dinheiro, sem envolver outro jogador.

Vamos aguardar os próximos capítulos da novela envolvendo o futuro de Faverani. A única certeza é que o brasileiro não terá como se defender em quadra da concorrência. A recuperação será de até oito semanas.

Tudo o que sabemos sobre:

Boston CelticsNBAVitor Faverani

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: