As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Splitter tem boa atuação em jogo polêmico

Marcius Azevedo

30 de novembro de 2012 | 08h30

Sem Tim Duncan, que foi poupado pelo técnico Gregg Popovich, o brasileiro Tiago Splitter foi titular na partida contra o Miami Heat. O pivô teve boa atuação, quase conseguindo um duplo-duplo, mas o San Antonio Spurs perdeu para os campeões da NBA por 105 a 100.

Splitter jogou exatos 29 minutos e 34 segundos. O brasileiro anotou 18 pontos, amealhou nove rebotes e deu duas assistências.

A atuação do pivô, no entanto, não virou manchete na mídia norte-americana. O destaque foi justamente o fato de o técnico dos Spurs decidir poupar os seus principais jogadores justamente contra Miami Heat e em uma partida com transmissão ao vivo.

Além de Duncan, que foi substituído por Splitter, o San Antonio não contou com Tony Parker e Manu Ginobili. A decisão, segundo Popovich, foi baseada no calendário da liga e na idade dos jogadores em questão. Duncan tem 36, Ginobili, 35, e Parker, 30.

“Se minhas principais estrelas tivessem 23, 24 anos, certamente minha decisão seria outra”, comentou o treinador.

“Não fiz isso porque era o Miami Heat. Não há relação alguma com o adversário ou pelo fato de ser uma partida que passaria na TV. Só fiz isso por causa do calendário”, continuou.

A decisão não agradou ao todo-poderoso da NBA, David Stern, que promete punir a franquia do Texas.

“Peço desculpas a todos os fãs da NBA”, afirmou Stern. “A decisão do San Antonio Spurs foi inaceitável. Punições substanciais virão. Peço desculpas sinceras”, acrescentou.

Nesta discussão, eu estou do lado do Popovich. Ele é o treinador e sabe o que é melhor para os seus jogadores. Stern quer dar apenas uma justificativa aos fãs por causa da repercussão da história.

Confira os melhores momentos da partida entre Miami e San Antonio:

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.