Marcus Toledo confia que o Solar Cearense vai deslanchar
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Marcus Toledo confia que o Solar Cearense vai deslanchar

Ala também está esperançoso em disputar a Olimpíada de 2016

Marcius Azevedo

12 de novembro de 2015 | 14h41

O começo do Solar Cearense foi promissor. Vitória sobre Mogi das Cruzes no Ginásio Paulo Sarasate, em Fortaleza. A equipe do técnico Alberto Bial, porém, perdeu na sequência para São José, em casa, e Paulistano, no primeiro jogo como visitante. A irregularidade é natural. A avaliação é do ala Marcus Toledo.

Principal contratação da equipe para esta temporada, o jogador acredita que, aos poucos, o time vai se encaixar e deslanchar. “O time é novo. Sabemos do potencial. São jogadores de um nível importante. Tenho certeza que vamos encaixar, vamos nos encontrar… Foram poucos jogos. É uma equipe que tem o coletivo como protagonismo. Estamos no caminho certo e seremos uma equipe difícil de ser derrotada, principalmente em casa”, afirmou Toledo ao blog.

Toledo confia em boa campanha do Solar (Rafael Arbex/Estadão)

Toledo confia em boa campanha do Solar (Rafael Arbex/Estadão)

O foco, segundo ele, continua sendo brigar pelo título. Assim que o time foi confirmado na oitava edição do NBB, com o aporte financeiro da Solar e em condições de se reforçar, Bial se colocou como favorito. Mas Toledo, claro, pede um pouco de paciência para os resultados aparecerem.

“Vamos atrás do objetivo que foi colocado pelo treinador. Mas sabemos que temos de ter os pés no chão. A gente quer primeiro trabalhar duro. A defesa forte é uma característica que conseguimos ter nesta equipe e queremos melhorar diariamente. Temos de ir um jogo de cada vez. Claro que almejamos algo maior, mas temos um trabalho muito duro pela frente. O nosso foco, no sonho que é o Solar Cearense, é colocar um tijolo por vez”, discursou.

Toledo aponta Flamengo, atual tricampeão, e Bauru como os principais concorrentes. O ala, no entanto, vê um equilíbrio muito maior nesta edição. “São equipes que nas últimas temporadas já se mostraram fortes. Flamengo, pela história e pelas contratações, está na briga pelo título. Até mesmo Bauru, que foi campeão de tudo e montou um bom elenco. Mas vejo um NBB bem equilibrado, vai ter muita surpresa. Todos os times se fortaleceram.”

O jogador também quer manter o bom trabalho no Solar Cearense para se garantir no grupo da seleção brasileira que vai disputar os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016. Recentemente, Toledo conquistou o ouro na Pan-Americano de Toronto, mas se lesionou logo na estreia da Copa América, ficando fora do restante do torneio disputado no México.

“As conversas e treinos que pude ter com o Magnano me deixou bastante esperançoso. Foi uma experiência ótima. Eu tinha disputado o Pan em 2007 e levado o ouro. Ter outra chance de defender o meu país e voltar ao lugar mais alto do pódio, foi bem legal. Na Copa América, infelizmente, tive azar, acabei me lesionando, não pude demonstrar tudo que treinamos nos três meses que ficamos reunidos. Mas foi bom, tive um bom entendimento com o pessoal da comissão técnica e com o Magnano. O foco agora é representar bem o Solar e pensar na seleção. É um sonho participar da Olimpíada e vou trabalhar para isso”, projetou.

Conquistar uma medalha, segundo Toledo, é um sonho possível. “Será interessante porque vamos ter o torcedor ao nosso lado e o nível será elevado. Temos Argentina, Venezuela, que foi campeã (da Copa América), muitas forças na Europa. A Espanha conquistou o título (do EuroBasket). Mas sou brasileiro e confio que vamos ter uma medalha. Não sei se o ouro, mas vamos trabalhar para isso.”

Toledo aproveita visita ao Estadão para fazer uma selfie (Rafael Arbex/Estadão)

Toledo faz selfie em visita ao Estadão (Rafael Arbex/Estadão)

Tudo o que sabemos sobre:

basqueteMarcus ToledoNBBSolar Cearense

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.