As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Universidade da Flórida vive conto de fadas no March Madness

Marcius Azevedo

25 de março de 2013 | 11h38

A apelido de “Cinderella Team”, o time de basquete da Florida Gulf Coast University, vive realmente um conto de fadas em sua primeira participação no March Madness, fase final do basquete universitário norte-americano.

A equipe do técnico Andy Enfield, que tem no currículo passagens como assistente na NBA, por Milwaukee Bucks e Boston Celtics, na década de 1990, se tornou a primeira chaveada como número 15 a avançar ao “Sweet Sixteen”, etapa da competição que reúne as 16 melhores universidades dos Estados Unidos.

Um parênteses para explicar como funciona o torneio da NCAA: os 64 times classificados para March Madness são divididos em quatro regiões (Sul, Leste, Meio-Oeste e Oeste). Cada um dos 16 times são numeradas de 1 a 16, em um ranking que leva em consideração, claro, o desempenho na temporada e o peso da conferência de qual o time faz parte.

Florida Gulf Coast University, que fica na cidade de Fort Myers, recebeu o número 15 da região Sul. Ninguém acreditava que as águias poderiam voar tão longe, principalmente porque, logo de cara, o adversário seria Georgetown, o número 2.

Com uma boa atuação de Sherwood Brown (24 pontos e nove rebotes), e um jogo coletivo impecável, com direito até a uma enterrada espetacular de Chase Fieler com assistência de Bret Comer, a Florida Gulf Coast University, ou FGCU, venceu por 78 a 68.

Confira o vídeo da enterrada de Chase Fieler:

O desafio seguinte foi contra San Diego State, o número 7. E mais uma vez o “Cinderella Team” não decepcionou. A equipe passou por momentos difíceis na partida, mas, no fim, vitória por 81 a 71, garantido vaga no “Sweet Sixteen”, novamente com uma enterrada espetacular. Desta vez de Eric McKnight, que ainda dá um toco na sequência.

Confira o vídeo das duas jogadas do pivô da Florida Gulf Coast University:

Agora, a FGCU enfrenta a Florida, número 3, que eliminou Northwestern State (14) e Minnesota (11), na próxima sexta-feira, pela semifinal da região Sul, universidade de tradição, que já revelou jogadores como Joakim Noah, Al Horford e David Lee para a NBA.

Será que a carruagem vai virar abóbora ou o conto de fadas vai durar mais tempo?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.