Varejão volta a jogar como um All-Star
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Varejão volta a jogar como um All-Star

Marcius Azevedo

22 de janeiro de 2014 | 11h18

A direção do Cleveland Cavaliers contratou Andrew Bynum para dividir os minutos em quadra com Anderson Varejão. A preocupação era com o desgaste excessivo do brasileiro, que registrou média de 36 minutos nos 25 jogos que disputou antes de se lesionar na temporada 2012-2013.

A contratação saiu pela culatra. Bynum foi trocado com o Chicago Bulls por Loul Deng e posteriormente dispensado pela franquia de Illinois. Mas pelo menos os Cavs recuperaram o velho e bom Varejão.

O principal ponto a se destacar nestes 13 jogos em que Varejão recuperou sua condição de titular são os rebotes. O pivô registra números impressionantes, desde que ampliou consideravelmente os minutos em quadra.

Foram 185 rebotes no total, média de 14,2. Só para se ter uma ideia do crescimento de Varejão, o líder do fundamento é DeAndre Jordan, pivô do Los Angeles Clippers, que soma 13,7 de média.

Se levarmos em consideração apenas os últimos quatro jogos, o desempenho de Varejão impressiona ainda mais. Foram 69 rebotes contra Los Angeles Lakers (18), Portland Trail Blazers (14), Denver Nuggets (16) e Dallas Mavericks (21). Uma média de 17,2 por partida. O recorde na temporada continua sendo o jogo contra o Orlando Magic, quando Varejão amealhou 25 rebotes.

Vale dizer ainda que o pivô somou cinco duplo-duplos (dois dígitos em dois fundamentos) depois de virar novamente titular no dia 28 de dezembro, contra o Boston Celtics, e já tem sete nesta temporada.

A saída de Bynum foi um ótimo negócio para Varejão, que outra vez está com um desempenho de All-Star. Vamos torcer para que o pivô possa, desta vez, não sofrer nenhum lesão e fazer da temporada 2013-2014 a sua melhor na NBA.

Varejão amealhou 21 rebotes contra o Dallas, de Dirk (EFE)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.