As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Por ti, América!

Trio sul-americano do Barcelona reúne futebol de primeira para ameaçar o reinado de Pep Guardiola na Liga dos Campeões.

Maurício Capela

22 de outubro de 2014 | 16h08

Pep Guardiola, o atual treinador espanhol do alemão Bayern de Munique, será novamente protagonista nesta temporada europeia. E não, não  há conexão alguma com os resultados nas competições internacional e alemã, mas sim com o bom futebol que novamente irá apresentar. Guardiola fará história mais uma vez!

Fará história porque o ex-defensor do Barcelona lança olhar diferente a respeito do que é futebol. Para Guardiola, ter a bola junto aos pés, movimentar-se constantemente em direção ao gol do adversário e finalizar com calma são os pilares que, via de regra, terminam em placares elásticos. Os 7 a 1 frente o Roma foram só mais um capítulo de um “livro de bons costumes” na hora de se praticar o esporte bretão.

Mas Guardiola deve abrir os olhos! Uma vez que a sua filosofia de jogo, implementada com enorme êxito no Barcelona, está madura para novamente florescer na Catalunha. E sob a batuta de um pupilo, o ex-meia espanhol Luis Enrique.

Luis Enrique é um desses treinadores que valorizam todos os pilares de Guardiola. A saber: posse de bola, movimentação e aceleração ao se aproximar da meta adversária.

Além da inspiração em Pep, Enrique terá mais. Terá à sua disposição um trio sul-americano, que reúne alto poder de definição, técnica em excelente nível e rapidez.

Traduzindo, Luis Enrique terá três craques do primeiro escalão do futebol mundial: Leonel Messi, Neymar e o melhor jogador da última Premier League, o uruguaio Luis Suárez. 

Diante do Real Madrid, no próximo sábado, Luis Enrique poderá lançar mão dos três se assim bem entender. Um feito que vai colocar a toda prova o poder de marcação desse histórico adversário.

Mas mesmo que resolva não mostrar as “armas”, Luis Enrique sabe que o trio tem tudo para dar certo. Primeiro, porque a dupla Neymar-Messi anda cada vez mais afinada e depois porque Suárez reúne predicados que só agregam aos dois craques do time catalão.

Luis Enrique tem, portanto, a chance de reerguer o Barcelona. Torná-lo competitivo de novo. E colocá-lo em pé de igualdade com o adversário mais temido da temporada, o Bayern de Munique de Guardiola.

Um encontro que, se os deuses do sorteio ajudarem, poderá acontecer em algum momento na Liga dos Campeões da Europa. E que terá potencial para fazer Luis Enrique cantarolar as estrofes de “Soy loco por ti América”!

Tudo o que sabemos sobre:

BarcelonaGuardiolaMessiNeymarSuárez

Tendências: