As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Próxima Parada: Istambul!

Treinador da Seleção Brasileira chama jogadores que somente atuam no exterior e Lucas ganha nova chance.

Maurício Capela

23 de outubro de 2014 | 15h37

A Seleção Brasileira foi novamente convocada e, desta vez, com muitas surpresas. Para encarar primeiro a Turquia, em Istambul, no dia 12 próximo, e depois a Áustria, em Viena, seis dias depois, o treinador Dunga preferiu não desfalcar os clubes brasileiros e mandou ver em uma lista completamente estrangeira. Um acerto!

Em que pese que o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil devessem parar nas datas Fifa, o que não acontece, Dunga mostrou-se compreensivo nesta reta final de temporada nacional. De novo, um acerto!

Se faltou diálogo ou atos de boa vontade na primeira passagem do treinador à frente do Brasil, nesta, por ora, sobra cordialidade. E quer saber… Ainda bem!

O caminho para reconstruir o futebol pentacampeão será longo, penoso e conturbado. E tudo que o atual técnico não precisa é estender o tapete vermelho para crises sem qualquer fundamento.

A respeito da convocação, Dunga demonstra que seu sistema defensivo está mesmo na Europa. Com exceção de Jefferson, o goleiro do Botafogo, o restante das posições virão cada vez mais do Velho Continente.

Mas a nova chamada de Dunga tem um tom especial para alguns. Casemiro, Roberto Firmino, Lucas, Luiz Adriano e Douglas Costa precisam demonstrar a que vieram, principalmente Lucas.

É claro que o torcedor brasileiro quer ver de perto Firmino e confirmar se a qualidade demonstrada no alemão Hoffenheim se repetirá na Seleção. O mesmo vale para a dupla do Shakhtar Donetsk, Luiz Adriano e Douglas Costa, que já foi chamado por Mano Menezes em outros “carnavais”. Casemiro também precisará conviver com a desconfiança inicial do torcedor, mesmo tendo demonstrado boa técnica no São Paulo.

Mas será para Lucas que os olhos se voltarão. Desde que deixou o São Paulo e desembarcou no PSG, o atacante só caiu de produção. Fez alguns bons jogos logo de cara no time francês, mas perto da Copa do Mundo no Brasil perdeu fôlego e ficou fora da lista de Luiz Felipe Scolari.

Lucas tem boa técnica, movimenta-se bem pelo lado direito, reúne bola para fazer a diagonal e recompor o sistema defensivo pelos lados… Mas não bastará a Lucas já ter demonstrado todos esses predicados no passado, principalmente no São Paulo. Não, não bastará!

Agora, caberá ao atacante do PSG demonstrar que a fase ruim ficou para trás, que reencontrará seu futebol ao longo dessa temporada europeia… E que a Seleção Brasileira marcará o início dessa recuperação.

Portanto, para chegar a Viena em condições de sonhar mais alto, será necessário confirmar em Istambul tudo que se espera. A próxima parada para Lucas, não será em Paris ou em Moustoir, locais dos jogos do PSG pelo Campeonato Francês, mas sim em Istambul!

Tudo o que sabemos sobre:

BrasilDungaLucas

Tendências: