As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

“Título à vista!”, anuncia a nau palmeirense

Palmeiras desembarca no grupo dos quatro melhores time do campeonato e exibe números, confiança e futebol capaz de rivalizar com o Atlético Mineiro, também candidato ao título deste ano.

Maurício Capela

27 de julho de 2015 | 15h10

“Título à vista!”. Seria este um slogan perfeito para o Palmeiras de Marcelo Oliveira? Ou seria cá um exagero se apropriar do brado, que eternizou o navegador português Pedro Álvares Cabral, e usá-lo para explicar as pretensões alviverdes para 2015?

Para este blog, não há exagero. O Palmeiras definitivamente se credenciou ao título de campeão brasileiro de 2015, depois de finalmente desembarcar no grupo das quatro melhores equipes do Brasileiro deste ano.

O Alviverde ganhou o crachá de “Trainee do Caneco”, porque tem elenco e treinador competentes para rivalizar com aquele que também já retirou o mesmo crachá, o Atlético Mineiro de Levir Culpi.

Com um estilo de jogo ancorado em pressão total no 20 primeiros minutos de cada partida, recomposição defensiva a partir do meio do primeiro tempo, força de contra-ataque e qualidade individual, o Palmeiras de Marcelo Oliveira reescreveu seu desempenho na competição. E os números atestam.

Após a 15a. rodada, o clube paulista já tem o segundo melhor ataque da competição, 26 gols, a segunda defesa, 13 gols, e o vice-artilheiro do Brasileiro, Leandro Pereira, com 6 gols.

Só para se ter ideia do desempenho do Palmeiras, o Atlético Mineiro, que para este blog deverá ser o seu principal rival na luta pelo caneco, acena com números tão importantes quanto.

O clube mineiro tem o melhor ataque do Brasileiro, com 29 gols, e a terceira melhor defesa, 13 gols. E também tem o seu artilheiro, Thiago Ribeiro, também na segunda posição, com 6 gols.

Os dois já se enfrentaram neste Brasileiro. E foi logo na abertura, na primeira rodada, num empate por 2 a 2, em São Paulo. Mas o momento era completamente diferente. O Palmeiras estava longe de exibir essa confiança toda e o Galo havia jogado com um time reserva.

Mas o tira teima já tem data para acontecer. Será na rodada de número 20, em Belo Horizonte (MG), provavelmente.

Claro que ainda é cedo para projeções mais acuradas, ainda que esteja em tempo de dizer que do ponto de vista de elenco e treinador, Atlético Mineiro e Palmeiras se rivalizam, se equilibram e se desafiam. E só o que poderá tirar o brilho dessa disputa é a janela de transferências em direção à Europa, que somente se fechará no fim de agosto.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: