As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Vasco e a luta pelo hat-trick imediato no Brasileirão

Os três próximos jogos do Vasco no Brasileiro, combinado com os confrontos diretos de seus rivais, poderão definir se a nau do Almirante vai naufragar em direção à Série B ou se vai se aprumar na Série A.

Maurício Capela

24 de setembro de 2015 | 15h27

Três rodadas, nove pontos em disputa e uma combinação à mão. Este é o cenário do Clube de Regatas Vasco da Gama para permanecer na primeira divisão do Campeonato Brasileiro.

Mas por que as três rodadas serão tão importantes? Porque a tabela reservou ao Vasco dois confrontos diretos e jogos em paralelo entre seus adversários e times no pelotão de cima da classificação.

Além de encarar o Flamengo, o Vasco vai visitar o Avaí em Florianópolis na rodada seguinte, para depois receber a Chapecoense no Rio de Janeiro.

Em paralelo, a saber:

Avaí: Grêmio (fora), Vasco (casa) Sport (fora);

Joinville:  Atlético Mineiro (casa), Flamengo (fora), Coritiba (casa);

Chapecoense: Sport (fora), Palmeiras (casa), Vasco (fora);

Goiás: Fluminense (fora) Figueirense (casa); Corinthians (fora);

Figueirense: Corinthians (casa), Goiás (fora), Flamengo (casa).

Em outras palavras, fica claro que a tabela do Vasco, por conta dos confrontos diretos, acabou por colocá-lo em uma situação interessante para, pelo menos, abrir a porta de saída da zona do rebaixamento.

O Vasco terá dois compromissos diretos pela frente, ao passo que Avaí, Chapecoense, Goiás e Figueirense, apenas um. E o Joinville nenhum.

E se colocarmos Coritiba e Cruzeiro na conta? Aí, o contorno de dramaticidade só aumenta.

O Coritiba vai enfrentar o Cruzeiro fora de casa, pegar o Atlético Mineiro em seus domínios e depois jogar contra o Joinville fora de casa. Portanto, dois confrontos diretos.

Já o Cruzeiro, além do Coritiba, vai atuar diante do Grêmio em casa, para depois encarar o Atlético Paranaense fora de seus domínios. Em outras palavras, um confronto direto.

Em suma, a situação do Vasco ainda continua beirando o impossível. Mas se fizer a lição de casa, o que significaria manter a boa escrita diante do Flamengo neste ano e vencer seus dois jogos diretos, o clube da Cruz de Malta certamente terá renascido e vai passar a perseguir rodada pós rodada a saída da zona de rebaixamento. Mas tudo depende de um hat-trick imediato, um hat-trick para lá de especial.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

Campeonato BrasileiroVasco da Gama

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: