As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A Itália mereceu passar

Luiz Zanin Oricchio

24 de junho de 2012 | 20h09

Não gosto muito de falar em merecimento no futebol. Acho uma espécie de muleta moral dos comentaristas, que alias, de maneira geral, acham todos os resultados merecidos. São assim guardiães da justiça dos placares.

Mas, enfim, a Itália foi quem buscou mais o jogo. Tentou decidir. E, se havia um craque em campo  seu nome era Pirlo. A Itália, sob seu comando, deu quase 30 chutes a gol contra uns 5 ou 6 da Inglaterra. No entanto, como o nome do jogo é futebol, a partida terminou 0x 0. Mesmo no fim da prorrogação.

Assim, a vitoria nos penaltis fez justiça ao time que esteve sempre mais perto da vitoria, porque trabalhou para isso.

Tudo o que sabemos sobre:

futebol

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.