As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Barcos sai do Palmeiras

Luiz Zanin Oricchio

08 de fevereiro de 2013 | 12h03

 

Acabei de ouvir no rádio a notícia que os palmeirenses mais temiam: o atacante Barcos vai deixar o clube. O próprio presidente confirmou a saída do argentino.

A explicação foi a de sempre: Barcos ama o Palmeiras, mas a proposta recebida foi irrecusável. Um bom negócio para o jogador e para o clube. E ponto.

Ok, é o profissionalismo. Nada a discutir. E, afinal, ninguém é insubstituível. Mas tem um porém. O Palmeiras já estava com o elenco fraco antes da saída do argentino. Agora ficou pior. Quem virá para o seu lugar?

O Palestra tem um ano duro pela frente. Libertadores e Campeonato Paulista no primeiro semestre e depois a Série B. Não pode vacilar e ficar pelo caminho. Todos os grandes que caíram voltaram no primeiro ano.

Portanto, a saída de Barcos deixa um ar de preocupação no Palestra Itália. Ou melhor, aumenta essa preocupação, já que time vem meio mal das pernas.

Tudo o que sabemos sobre:

futebol

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.