As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Bom Natal e Feliz 2016

Luiz Zanin Oricchio

25 de dezembro de 2015 | 20h21

Bom Natal e Feliz 2016

A mensagem é singela, desse jeito mesmo.

Bom Natal: mesmo para quem não é religiosa, a festa é cheia de significado. Remete à nossa infância, aos nossos pais e parentes que não estão mais entre nós, às ilusões infantis e alegrias simples, a comidas que ficaram na memória. A data vale ser comemorada, ainda que fora do seu contexto religioso. Para quem crê, imagino que seja ainda melhor.

No Natal, todos nós cremos um pouco. Não sabemos em quê ou em quem, mas algo nos toca por dentro e queremos acreditar que o mundo ainda pode ser um lugar melhor. Ilusão? Pois de ilusão também se vive. Desde que temperada pela razão. Sonhar nunca levou ninguém ao abismo. Já a falta de sonhos, sim.

E quando a 2016? Amigos me dizem que desejar um Feliz 2016 pode ser tomado como gozação, ironia ou até cinismo.

Não acho nada disso. Sei muito bem que teremos um ano difícil. Só espero que não tão difícil quanto 2015. Mas pode até ser, e daí? Recuso-me a ficar na posição da sinistrose, de quem acha e no fundo torce para que tudo seja de fato pior. Acho essa gente chata e depressiva. E também oportunista.

Além do mais, gente da minha geração já viveu um golpe de Estado contra um governo eleito, atravessou 21 anos de ditadura, viveu o Plano Cruzado, sobreviveu ao confisco do governo Collor e etc. Vamos temer (toc, toc, toc.) o quê? Estamos formados e diplomados em crises e tempestades. O País não vai acabar. Vai sofrer, mas não vai cair no abismo, como muita gente parece desejar. Vamos brigar para que melhore. Vamos fazer a nossa parte.

Obrigado a todos por me acompanhar neste espaço. E em outros também. Lucidez e alto astral é o que desejo a todos e todas.

Feliz Natal e um ótimo 2016.

Tudo o que sabemos sobre:

Natal e Ano Novo