As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Copa do Mundo 2018: Estreia decepcionante do Brasil

Para a Globo o caso está resolvido: foi o juiz. Mas, cá entre nós, o futebol da seleção brasileira ficou bem aquém do esperado

Luiz Zanin Oricchio

17 Junho 2018 | 17h12

Para a Globo a coisa está resolvida: foi o árbitro o responsável pelo empate do Brasil com a Suíça por 1 a 1.

Ok, Miranda foi mesmo empurrado no lance do gol suíço e aconteceu pênalti em Gabriel Jesus. Não foram lances tãoooooo claros assim, mas foram.

Agora, que o Brasil jogou abaixo do que se esperava, é inegável. Até parecia que ia ser fácil com o gol relativamente rápido de Felipe Coutinho, belo gol aliás.

Mas depois o Brasil se acomodou, mostrou falta de criatividade, houve muitos erros de passes, poucas jogadas agudas. Ficou aquém do futebol projetado para a Copa a julgar pela boa campanha nas Eliminatórias. Como, aliás, ficaram aquém dois outros favoritos, a Argentina, que empatou com a Islândia, e a Alemanha, que perdeu para o México.

Patriotadas à parte, é melhor analisar o que houve com time tão promissor contra uma Suíça que jogou como sempre, apesar do tão decantado progresso do seu futebol. É melhor compreender os erros do que jogar a culpa num juiz fraco.

E não é nenhum bicho de sete cabeças classificar-se num grupo que, além de Brasil e Suíça, tem Sérvia e Costa Rica.

Mas que se esperava muito mais do Brasil, isso ninguém há de negar.