Copa do Mundo 2018: Vive la France!
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Copa do Mundo 2018: Vive la France!

Mas viva também a Croácia, que foi a mais lutadora de todas as seleções e jogou melhor que a campeã em boa parte do jogo

Luiz Zanin Oricchio

15 de julho de 2018 | 14h38

Sim, claro, a França foi mais eficiente num jogo em que não foi a melhor. Venceu por 4 a 2. Mas a Croácia, sem dúvida, foi a seleção mais valente da Copa. Enfrentou três (!) prorrogações para chegar à final.

E chegou para ganhar. Esteve melhor que a França na maior parte do tempo.

Deu azar. Tomou aquele gol contra, nascido de uma falta inexistente. Empatou. Tomou aquele gol de pênalti, para mim meio problemático. Mas se o VAR falou, tá falado. No segundo tempo, a França deslanchou em sua eficiência com dois gols muito bonitos, de Pogba e Mbappé.

Mas a Croácia não parou de lutar e contou com uma besteira do goleiro francês Lloris para chegar ao segundo gol. Mas era tarde, não havia mais gás nem tempo para virar o jogo. Mesmo assim, continuou a lutar, com os recursos que tinha. Caiu com toda a dignidade.

Assim, a França entra para o mais restrito ainda clube com duas Copas do Mundo, igualando-se a Uruguai e Argentina. É bonito ver aquela seleção bleu, blanc, rouge, mas toda miscigenada.

É a nova França, que sinaliza os nossos novos tempos. Evoé.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Copa do Mundo Rússia 2018