As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Corinthians campeão

Luiz Zanin Oricchio

20 de novembro de 2015 | 00h30

 

Pronto, acabou a agonia, e o Corinthians matematicamente não pode mais ser alcançado. Com a derrota do Atlético-MG para o São Paulo (4 a 2), é o campeão brasileiro de 2015. O empate de 1 a 1 com o Vasco lhe é indiferente. Seria campeão mesmo com a derrota. Não perdendo é melhor ainda. Mas, no sistema de pontos corridos, é a matemática que manda.

E esta vai nos dizer o seguinte. O Corinthians foi o melhor em tudo. Nos pontos, nos gols marcados, no menor número de gols sofridos. Esses números todos se traduzem numa coisa – é o time mais equilibrado. Vale dizer, o melhor. E a obrigação de um campeonato é entregar a taça àquele que foi melhor ao longo de toda a temporada.

Há uma filosofia por trás disso. Premia-se a constância e não brilhos ocasionais. E, a não ser que haja fatores extracampo, o sistema por pontos corridos sempre, eu digo sempre, premia o melhor. Por isso, faz-se justiça. Como se fez agora em 2015.

O mérito é do conjunto de jogadores e do técnico. Obviamente, tem gente que não gosta do Tite, teima em chamá-lo de retranqueiro, etc. Mas esses clichês não se sustentam. Como seria retranqueiro o técnico do time de melhor ataque? Tite, simplesmente, opta pelo equilíbrio (olha a palavrinha outra vez…). Quando tem os jogadores certos, sabe que ter um ataque voraz é melhor do que ter um que se contenta com aquele golzinho solitário. Nesse sentido, não pode se queixar: contou com figuras centrais como Elias, Jádson e Renato Augusto.

Portanto, o campeonato acabou. Como, vão me dizer, se ainda há tanta coisa por decidir, os rebaixados e as vagas na Libertadores, em especial?

Verdade, mas a principal função de um campeonato é eleger seu campeão. E ele saiu hoje, o Sport Club Corinthians Paulista, campeão brasileiro pela sexta vez.

Parabéns!

Tudo o que sabemos sobre:

Campeonato Brasileiro 2015Corinthians

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.