As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Corinthians e Portuguesa fizeram um bom jogo

Luiz Zanin Oricchio

21 de julho de 2012 | 23h46

Foi bom o empate de 1 a 1 entre Corinthians e Portuguesa. Acho que ficou de bom tamanho para os dois. Cada um dos times teve um melhor tempo. A Portuguesa, o primeiro; o Corinthians, o segundo.

Mas não houve esse domínio todo de um sobre o outro.

As ações alternavam-se e a Lusa, sob comando de Geninho, não se mostrou impotente diante da poderosa defesa corintiana, como outros adversários recentes do Timão. Igualou a marcação por pressão e teve a bola para jogar, tanto quanto seu adversário.

O jogo ficou ainda mais eletrizante nos últimos 20 minutos, quando os dois times foram ao ataque em busca da vitória, pois o empate não interessava.

Jogo bom é quando os dois times têm ambição. Nesse toma lá dá cá, o Corinthians esteve mais perto de vencer, mas a Lusa também teve suas chances. Poderia ter sido um ou outro e não se falaria de injustiça.

Acho que o empate premiou a ambos. Ou a ambos puniu, já que só dá um ponto para cada um. Mas, pelo menos, não houve jogo de compadres. Cada um estava sinceramente empenhado em levar os três pontos.

Quem ganhou foi o público. Tanto o que foi ao Pacaembu (mais de 30 mil torcedores, prova da força do Corinthians) quanto de quem viu em casa, como eu, e não ficou com a sensação de haver perdido seu tempo, como no jogo anterior entre Vasco e Santos.

Tudo o que sabemos sobre:

futebol

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.