As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Diário da Copa 2014. Argentina 1 x 0 Irã. Até quando, Messi?

Luiz Zanin Oricchio

21 de junho de 2014 | 15h11

Quem ligasse a TV no segundo tempo imaginaria a Argentina ganhando por três ou quatro gols de diferença. Messi já deveria ter feito dois ou três. Pois bem, não foi assim. O Irã aguentou até os 46 do segundo tempo, quando Messi encaixou sua jogada característica e colocou a bola fora do alcance do goleiro Haghighi. Até então, o Irã, que apenas se defendera no primeiro tempo, mudara de postura no segundo. Teve três chances claras e sofreu um pênalti não marcado.

Digam o que disserem os argentinos, foi uma surpresa. Dependeram de um fora de série para decidir um jogo imprevistamente difícil. No primeiro jogo, contra a Bósnia, também foi ele a decidir. Até quando? Ora, pode muito bem ser até o título. Basta ele conseguir encaixar uma ou duas jogadas desse tipo por jogo e pronto, a Argentina está servida. Quem tem um craque na plenitude, um fora de série como este, sempre pode esperar pelo melhor.

Agora, esperava-se mais da seleção argentina como um todo, isso é inegável. E, de certa forma, vem decepcionando. A vitória tudo encobre, mas é possível que o técnico Alejandro Sabella tenha tirados algumas conclusões desse jogo. Ele tem elenco para não depender de um jogador só, por genial que seja.

 

Um dia pode falhar.

Tudo o que sabemos sobre:

ArgentinaCopa do Mundo 2014IrãMessi

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.