Esplendor de Portugal
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Esplendor de Portugal

Luiz Zanin Oricchio

10 de julho de 2016 | 19h30

image

Linda a vitória de Portugal sobre a França por 1 a 0, gol de Eder, já no segundo tempo da prorrogação. É o mais importante título da seleção portuguesa em toda a sua história.

Portugal já era um azarão, muito antes da partida começar no Parc des Princes. Dizia-se o seguinte, antes do jogo: a França tem o melhor time, mas o único fora de série em campo pertence a Portugal. O que vai prevalecer? O conjunto melhor ou a individualidade de Ronaldo?

Ora, com a contusão de Ronaldo, logo no início do jogo, arquivava-se essa dicotomia simplista. Portugal ficou mais azarão ainda, mas do ponto de vista emocional teve uma reação e tanto. Não se deixou abater. Pelo contrário, tirou forças inesperadas da adversidade e supriu a ausência do seu principal jogador.

A partida foi um épico. E premiou a valentia dos portugueses.

Eu sei que comentaristas mais “técnicos” detestam quando se fala que foi a raça a decidir um jogo.

Mas, neste caso, se não foi raça, foi o quê?

Como dizia Nelson Rodrigues, no futebol se ganha com a alma. E alma não faltou a essa valente “equipa” portuguesa.

Um grande abraço a toda nação lusa e aos nossos amigos lá do outro lado do Atlântico.

Tudo o que sabemos sobre:

Cristiano RonaldoEurocopa 2016Portugal