As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ganso no São Paulo?

Luiz Zanin Oricchio

22 de agosto de 2012 | 18h59

Parece que apenas um acerto financeiro entre os clubes separa Ganso de vestir a camisa do São Paulo. Não tenho a menor ideia do final dessa negociação. Pode acontecer ou não, se o Tricolor resolver abrir a bolsa, cheia com a venda de Oscar e Lucas.

Por Ganso, tenho a impressão, iria hoje mesmo. Não sinto nele qualquer disposição em ficar no Santos, qualquer amor à camisa, para usar uma terminologia antiga. Há quanto tempo ele vem brigando com a diretoria? Uns dois anos, suponho. Ganso, na verdade, só vestiu o manto, para valer, naquele primeiro semestre de 2010, naquele time mágico. Depois vieram as contusões e as brigas. Quer sair.

E quem quer acaba saindo. O jogador é um trabalhador como outro qualquer, só que muito mais bem remunerado. Tem o direito de exercer seu ofício onde bem entender, respeitadas as disposições contratuais.

E aí é que está. Ele tem contrato em vigor com o Santos. Por mais que a diretoria esteja cheia de tudo isso e se disponha a negociá-lo, não pode e não deve vendê-lo a troco de cachaça. Os direitos econômicos e esportivos de PH pertencem ao Santos. Passá-lo adiante, por valor vil, é roubar o clube.

Então, que vá com Deus, mas deixe em seu clube o que a esse clube é devido.

Tudo o que sabemos sobre:

futebol

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.