As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Novo banho alemão

Luiz Zanin Oricchio

24 de abril de 2013 | 18h09

Já está virando rotina? Agora foi o Borussia Dortmund que enfiou 4 a 1 no Real Madrid. E o gol do Real fica por conta de uma falha grotesca do zagueiro do Borussia. Não fosse isso, teríamos um repeteco do 4 a 0 do Barcelona diante do Bayern no jogo de ontem?

Mais uma vez não se pode dizer que a fatura está fechada, porque o nome do jogo é futebol e etc. Tudo isso vocês já sabem e eu também.

Agora, que ficou muito complicado para os times espanhóis, não há dúvida. Será uma grande surpresa se conseguirem reverter esses resultados. Ainda mais porque tanto Bayern como Borussia não golearam por acaso. Golearam porque jogaram muita bola.

Lewandowski fez quatro, um feito inédito, pelo que sei, na Champions. Mas eu ressaltaria também a intensidade do jogo alemão, muito rápido, muito expedito na arte de ocupar espaços. Parece jogo de Playstation, sem qualquer segundo para pausa. Joga-se por reflexo, na reação instantânea e imediata. O futebol assim parece ir a outro patamar, transformar-se quase em outro jogo. Não estou transformando isso em elogio. Apenas constato.

Gostaria de ver um jogo entre o Borussia e outro grande time de estilo oposto, com mais cadência de jogo, mais malícia e habilidade. Acho que a disputa entre diferentes é, em qualquer esporte, o sal da vida.

No futebol está cada vez mais difícil.

No entanto, Borussia 4 x 1 Real Madrid foi um jogão.

Os alemães estão com tudo. E mesmo a seleção é tida como uma das favoritas na Copa. Não vamos esquecer que, na equipe do Madrid, havia dois titulares da seleção alemão: Khedira e Özil. Eles não estão fracos, não.

Tudo o que sabemos sobre:

futebol

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.