As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O juiz, estrela máxima do espetáculo

Luiz Zanin Oricchio

18 de fevereiro de 2013 | 00h35

Luis Flavio de Oliveira foi a principal estrela do jogo entre Ponte Preta 3 x 1 Santos. Num lance em que jogadores se estranharam, ele sacou o cartão vermelho e expulsou dois. Entre eles, Neymar, o principal jogador do futebol brasileiro, aquele que crianças vão ver, mesmo torçam por outro time.

Neymar não está acima do bem e do mal. Estava nervosinho, e merecia uma bronca. No máximo um amarelo. Mas aí não dava para o juiz aparecer, né? Então ele sacou o vermelho e mandou o espetáculo para as urtigas. Afinal, ele, o juiz era a única estrela em campo, não? Era por ele que as pessoas tinham saído de casa para ver o jogo, ou haviam ligado o canal a cabo para acompanhá-lo.

Alvo dos holofotes, sua senhoria, o juiz, não pôde concluir sua participação na partida. Saiu contundido. Parece história da carochinha. E, desta maneira, mais um jogo, que poderia ter sido bom, foi para o espaço.

Tudo o que sabemos sobre:

futebol

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.