As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Santos dá vexame e perde do Paulista

Luiz Zanin Oricchio

10 de fevereiro de 2013 | 20h26

Tudo estava armado para um passeio do Santos no Pacaembu em cima do Paulista de Jundiaí. Volta de Neymar, reestreia de Edu Dracena após seis meses de recuperação, estreia de Marcos Assunção. Show e goleada, era o que se esperava.

Faltou combinar com os russos, digo, com os adversários do interior. E também com São Pedro, que mandou um dilúvio sobre seu colega São Paulo e encharcou o campo. Para um time que depende do toque de bola, é fatal.

Como o Paulista não tem nada a ver com isso, aproveitou-se da situação e enfiou 3 a 0 no Peixe. No final, Neymar ainda descontou com um gol de honra, que de nada serviu.

Para os próximos jogos, Muricy deverá observara se 1) Dracena está jogando melhor do que Neto, que havia sido bastante convincente nos outros jogos; 2) Assunção, com o trunfo da bola parada tem condições de pôr no banco o outro volante, Renê Júnior, que também jogava muito bem nas primeiras partidas do Paulistão. 3) Guilherme Santos tem condições de ser o lateral-esquerdo?

Neymar veio da seleção onde não fez um bom jogo contra a Inglaterra. Bastou isso para que cronistas sabichões voltassem a recomendar que fosse para a Europa, aprender como se joga futebol de verdade. Em sua segunda partida ruim, o que vão dizer? Que está desmotivado pela fraqueza dos adversários e, portanto, deve ir para a Europa, etc?

Quem aguenta?

Tudo o que sabemos sobre:

futebol

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.