As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Um Brasil de futebol pequeno

Luiz Zanin Oricchio

28 de fevereiro de 2012 | 18h07

Apertado no placar, 2 a 1 sobre a Bósnia, o resultado reflete o jogo. Não ficaria destoante se fosse empate, tamanha a dificuldade de criar diante de um adversário que só procurava se defender e agredir em contraataques.

Com domínio territorial e posse de bola maior, faltou ao Brasil mais criatividade para furar a defesa bósnia.

No fim, a insistência, a teimosia em atacar de qualquer jeito, foi premiada com um gol contra.

Conclusão: a seleção tem de melhorar muito para apresentar um futebol pelo menos aceitável. Tá jogando no nível da música do Michel Teló, que pelo menos é mais engraçada e popular.

Tudo o que sabemos sobre:

futebol

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.