As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Um estranho jogo entre Grêmio e Santos

Luiz Zanin Oricchio

30 de setembro de 2012 | 23h55

Esse 1 a 1 reflete toda a excentricidade de um jogo no qual o Grêmio quase esmagou o Santos, mas passou a ser dominado assim que o principal jogador do oponente foi expulso.

Sim, se você não viu, o Santos perdia de 1 a 0 quando aos 3′ do segundo tempo Neymar (injustamente, a meu ver) recebeu o cartão vermelho. Aí seria um massacre, certo?

Errado, porque com 10 em campo e desprovido do seu melhor jogador, o Santos passou a comandar as ações. Empatou e, apesar da pressão do Grêmio no final, teve as melhores chances. Inclusive uma bola no travessão no último lance do jogo.

Infelizmente, a arbitragem se incumbiu de quase estragar o espetáculo ao botar para fora o craque da partida. Não que ele tenha qualquer imunidade. Mas era um lance para ser ignorado, já que tanto Pará como Neymar trocaram hostilidades. Deixa o jogo seguir, pô.

Mas, enfim, apesar disso, o jogo, exatamente por suas circunstâncias diferentes, acabou sendo emocionante. Valeu.

Tudo o que sabemos sobre:

futebol

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: