As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Vitória épica do Galo

Luiz Zanin Oricchio

11 de julho de 2013 | 00h39

Olha, o futebol tem desses momentos especiais e um deles aconteceu hoje com a classificação do Atlético MG sobre o Newell’s Old Boys, nos pênaltis.

2 a 0 no tempo regulamentar, que era o que precisava. Mas chorado. Marcou 1 a 0 logo no início, depois o Newell’s conseguiu amarrar o jogo e parecia que não ia dar. Uma parada por causa da queda de energia. E o gol de Guilherme, quando já tinha gente na torcida chorando, já sem esperança. Se um roteirista escrevesse um drama como esse não faria melhor.

Os próprios pênaltis foram de arrebentar. Dois erros para cada lado até o final. Muito nervosismo no ar. E aí Vitor pegou a cobrança de Maxi Rodrigues e classificou o time brasileiro para a final contra o Olimpia do Paraguai.

O prognóstico é de uma disputa equilibrada, mas acho que dá Atlético. Está dando tudo certo para os mineiros este ano. Cheiro de campeão. Precisa ir com toda a humildade. Se achar que a final foi hoje, arrisca-se a perder.

Agora, cá entre nós, e que o Atlético não nos ouça: a grande dificuldade era hoje mesmo. Várias vezes achei que não ia dar. Mas deu.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: