As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Badminton consegue apenas uma vitória no Challenger do Peru

Demétrio Vecchioli

13 de abril de 2013 | 17h30

Durou pouco a participação do badminton brasileiro no Challenger do Peru. No total foram seis jogos e apenas duas vitórias, ambas com Filipe Toledo, que não faz parte da seleção brasileira escolhida na semana passada.

Piauiense de 16 anos, Francielton Farias é esperança para os Jogos do Rio. Ele furou o qualy vencendo um jogador da casa, mas depois perdeu para o dominicano Nelson Javier (21/16, 22/20). Outro da seleção, Luiz Dos Santos caiu com 21/12 e 21/11 frente ao austríaco Michael Lahnsteiner, quarto cabeça de chave. Luiz Eduardo Martinez, que não foi selecionado para a seleção permanente, repetiu o placar diante de Luka Wraber, também austríaco, quinto cabeça.

Vitória só com Filipe Toledo, sobre Pablo Macagno (Argentina), por 18/21, 21/19 e 21/19. Na sequência, derrota para Sattawat Pongnairat (EUA) por 21/12 e 21/11. A história se repetiu nas duplas. Filipe e Luis dos Santos venceram uma parceria argentina por tranquilos 21/6 e 21/11, mas perderam depois para a dupla norte-americana, favorita, formada por Pongnairat e Phillip Chew. O placar do jogo foi 21/13 e 21/14.

Fabiana da Silva também estava inscrita mas não viajou ao Peru, segundo a CBBd, por problemas pessoais.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.