Boxe brasileiro vai mal na República Dominicana
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Boxe brasileiro vai mal na República Dominicana

Demétrio Vecchioli

17 de fevereiro de 2014 | 21h23

Enquanto Robson Conceição brilha na WSB, a seleção brasileira de boxe não se saiu bem na primeira competição da temporada. Na Copa Independência, na República Dominicana, contou com equipe praticamente completa mas ganhou apenas cinco medalhas na soma das equipes masculina e feminina. Muito pouco para um evento regional que não contou com cubanos. Depois do bom resultado no Campeonato Pan-Americano (quatro de ouro, em setembro), esperava-se mais.

Há um atenuante, porém. Sete derrotas foram para atletas da República Dominicana – da casa, portanto. Mas, sem ver as lutas, fica impossível dizer se houve beneficiamento dos árbitros aos dominicanos.

Leia também: Ministério intervém e Adriana Araújo volta à seleção de boxe

Finais foram apenas duas, ambas com mulheres. Aline Silva (60kg) e Cleila Costa (51kg) ficaram com a prata, depois de vencerem duas lutas cada. Elas perderam, respectivamente, para Queen Underwood (EUA) e Sulem Urbina (México).  Já Flávia Figueiredo (75kg) ficou com o bronze. Luany Silva (60kg) perdeu na estreia.

Entre os homens, duas medalhas de bronze e nenhuma final, em torneio dominado pelos donos da casa (três de ouro e seis de prata), com boa atuação também dos equatorianos (três de ouro, duas de prata). México (dois ouros, uma prata) e Estados Unidos (três ouros, uma prata) também foram bem melhor que o Brasil, último colocado no quadro de medalhas.

Everton Lopes (69kg) e Michel Borges (81kg), principais nomes da seleção brasileira na competição, pararam na semifinal, com bronze. Everton, que já foi campeão mundial na até 64kg (meio-médio ligeiro), lutou numa categoria acima e perdeu para o local Joan Santos. Já Michel é o substituto de Yamagushi Falcão. Foi derrotado pelo equatoriano Carlos Gongora.

Patrick Lourenço (49kg), Roberto Custódio (69kg), Lucas Martins (75kg), Juan Nogueira (91kg) e Cosme Nascimento (+91Kg) perderam logo na estreia para atletas da casa. Julião Neto (52kg) fez uma luta preliminar antes de perder também de um local, nas quartas.

NO CHILE – No começo de fevereiro, três atletas lutaram no Torneio Internacional de Boxe de Verão 2014, no Chile. Os três subiram ao lugar mais alto do pódio, com duas vitórias cada: Myke Carvalho (69kg), entre os adultos, Cassio Oliveira (64kg) e Carlos Rafael Santos (49kg) entre os juvenis.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.