As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Brasileiras dominam Grand Slam de Long Beach com ouro e prata

Demétrio Vecchioli

28 de julho de 2013 | 01h19

Talita leva um banho de champagne para comemorar o título

Talita leva um banho de champagne para comemorar o título

As brasileiras souberam aproveitar bem a ausência de diversas rivais importantes para fazerem final nacional no Grand Slam de Long Beach, que recolou os Estados Unidos, e mais especialmente a Califórnia, no Circuito Mundial de Vôlei de Praia. O título ficou com Talita e Taiana, que venceram Maria Clara e Carol na decisão.

As holandesas Meppelink e van Gestel, as irmãs austríacas Schwaiger e as chinesas Xue e Zhang Xi, entre outras, não se inscreveram no torneio. A norte-americana Walch se machucou e a dupla de April Ross acabou sendo novamente Day.

Com as quatro duplas brasileiras sendo as quatro melhores ranqueadas no torneio, ficou mais fácil. Elas venceram seus 12 jogos na primeira fase e avançaram todas às oitavas de final. Ali, só Lili/Bárbara Seixas caiu, diante de uma dupla da Eslováquia.

Nas quartas, Maria Clara e Carol eliminaram Ágatha e Maria Elisa num confronto duro. Talita e Taiana precisaram de três sets para vencer a dupla de Sarah Pavan (jogadora de vôlei de quadra). Já na decisão, vitória de Talita/Taiana por 2 a 1, parciais de 20/22, 21/15 e 15/13, em 1h01min, jogo mais longo do torneio.

HOMENS – No masculino foi muito diferente. A começar pela fase de grupos, da qual só Pedro Solberg/Bruno Schmidt passou invicto. Edson Filipe/Álvaro Filho (Filipão jogou porque Ricardo está machucado) e Vitor Felipe/Evandro avançaram pela repescagem às oitavas, mas esta fase foi péssima para os brasileiros.

Vitor e Evandro perderam para a forte dupla da Letônia, Filipão e Alvinho caíram diante de Nicolai/Lupo (Itália) enquanto Pedro e Bruno foram presas fáceis para os espanhóis Herrera e Gavira.

Alison e Emanuel, que jogam sabendo que vão ter que se separar depois do Grand Slam de Moscou, daqui a duas semanas, venceram Doherty/Rogers (EUA), mas depois sucumbiram diante dos também donos da casa Rosenthal e Dalhausser, nas quartas de final. Os norte-americanos, depois, foram campeões.

RÚSSIA – Paralelamente aconteceu o Open de Anapa (Rússia), sem a presença das melhores duplas do mundo. O Brasil teve tanto Thiago/Oscar quanto Fernanda Berti/Elize Maia eliminados nas quartas de final.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: