Brasileiro surpreende e vai à final na Copa do Mundo de Tiro ao Prato
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Brasileiro surpreende e vai à final na Copa do Mundo de Tiro ao Prato

Demétrio Vecchioli

12 de abril de 2014 | 11h53

Brasileiro Tiro ao prato

A lista de modalidades da qual nada se espera, mas que começa a ter bons resultados agora tem também o tiro esportivo. Nesta sexta-feira, o brasileiro Rodrigo Bastos avançou à final da fossa olímpica em Tucson (EUA), na primeira etapa da Copa do Mundo de Tiro ao Prato (disciplina do tiro esportivo) e voltou a mostrar que pode ser surpresa nos Jogos do Rio/2016. Há 25 anos o paraense de 46 anos não fazia uma final da Copa do Mundo.

Quando jovem, Rodrigo foi uma revelação do tiro brasileiro, sendo campeão da Copa do Mundo da Cidade do México em 988 e bronze em 1989. Outro bom momento dele foi nos Jogos de Atenas/2004, quando foi 14.º colocado. Agora ele volta a viver grande fase, tendo ficado no nono lugar no Mundial do ano passado.

Em Tucson, ele avançou à final com 118 pratos quebrados (de 125), acertando os dois tiros do desempate para ficar no sexto lugar. Na primeira etapa da final, porém, ele errou dois tiros na primeira série de cinco e praticamente deu adeus à disputa pela medalha. No total, de 15 tiros, acertou 12 para ficar na sexta e última colocação entre os finalistas.

Também em Tucson, Ludmila Melo foi 22.ª na fase de classificação da fossa olímpica feminina, enquanto Janice Teixeira terminou na 31.ª colocação entre 37 inscritas. No masculino, eram 80 competidores e o Brasil ainda teve Eduardo Correa no 33.º lugar e Roberto Schmidts em 64.º.

CARABINA E PISTOLA – Há duas semanas aconteceu a primeira etapa da Copa do Mundo de Carabina e Pistola, também nos EUA, em  Fort Benning (EUA). O melhor resultado brasileiro foi de Bruno Heck, que terminou no 11.º lugar na carabina 3 posições, a um ponto de fazer final (1165). Na carabina deitado, Cassio Rippel, que fez duas finais na temporada passada, terminou no 11.º lugar.

Cássio é o melhor brasileiro no ranking mundial, aparecendo no 15.º lugar na sua prova. Bruno Heck é o 22.º na carabina 3 posições, 39.º na carabina deitado e 40.º na pistola de ar de 10m. Emerson Duarte é o 26.º na pistola de tiro rápido. Na fossa olímpica, Rodrigo Bastos aparece no 21.º lugar antes de computados os resultados da etapa.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.