As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Brasília volta a se candidatar para receber Universíade

Demétrio Vecchioli

10 de abril de 2013 | 12h59

UniversíadeA FISU (Federação Internacional do Esporte Universitário) confirmou na semana passada que Brasília é candidata a receber a Universíade 2019. A capital brasileira já havia pleiteado receber a competição de dois anos antes (2017), mas acabou derrotada por Taipei, no Taiwan. Na época, um dos argumentos para a vitória asiática era que aquela era a sua segunda candidatura, que agora se apresentava madura.

Quando se candidatou à sede da Unviersíade de 2017, Brasília o fez sozinha, sem qualquer apoio do COB ou do Governo Federal. A própria presidente Dilma só se pronunciou a respeito no dia da votação na FISU, declarando seu apoio. Mas o orçamento dessa brincadeira nunca foi exposto.

Dessa vez o Governo Federal entrou na campanha antes mesmo da escolha por Brasília. Ainda em junho do ano passado foi decidido que haveria uma candidatura. Só faltava decidir a cidade. Brasília acabou escolhida (não se sabe se outras cidades se interessaram).

A Universíade vem perdendo importância no cenário esportivo e acredito que tem tudo para continuar assim. Isso porque o COI criou os Jogos da Juventude, que ocupa o mesmo nicho. Por ser um evento ligado ao olimpismo, é ligado às confederações olímpicas nacionais (CONs), que têm muito mais verba disponíveis do que as CBDU’s da vida.

O ótimo site Planeta Olímpico conta sobre o pleito de Brasília, que vai concorrer com Baku e Budapeste. A capital do Azerbaijão é forte concorrente porque tem experiência nesse tipo de pleito: tentou duas vezes receber as Olimpíadas.

Tudo o que sabemos sobre:

BakuBrasíliaUniversíade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.