Caribenhos vão à Olimpíada de Inverno de bermuda e chinelo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Caribenhos vão à Olimpíada de Inverno de bermuda e chinelo

Demétrio Vecchioli

07 de fevereiro de 2014 | 15h16

Reuters/Brian Snyder

Numa forma de expandir os esportes de inverno, o COI (Comitê Olímpico Internacional) desenvolveu um sistema de cotas que atrai atletas de países que passam longe de ter neve, mas que competem especialmente no esqui cross country e no esqui alpino, as duas modalidades mais populares do esporte de inverno.

Isso permite que os Jogos de Sochi tenham atletas de países como Ilhas Virgem Britânicas, Jamaica, Marrocos, Paraguai, Zimbábue e Tonga.

Na cerimônia de abertura, dois caribenhos, em especial, chamaram atenção. Bermuda levou apenas o atleta de cross country Tucker Murphy, que desfilou acompanhado do seu treinador e de um dirigente. Todos estavam de bermuda, como vocês podem ver na foto abaixo

Já as Ilhas Cayman foram a Sochi apenas com Dow Travers, um multi-atleta que é capitão da seleção de rúgbi do país e que, na Olimpíada de Inverno, disputará o esqui alpino. Acompanhado de técnico e de um dirigente, desfilou de bermuda e, pasmem, chinelo. Está na foto de cima.

AP Photo/Mark Humphrey

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.