As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

CBDA confirma doping de nadador em torneio infantil

Demétrio Vecchioli

18 de janeiro de 2014 | 15h11

A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) confirmou nesta semana uma notícia triste para o esporte brasileiro: o doping de um atleta no Campeonato Brasileiro Infantil de Natação. Sim, isso mesmo, infantil.

Segundo o Blog do Coach (que revelou o doping), o atleta em questão tem apenas 13 anos. Sim, isso mesmo, 13 anos. A CBDA, porém, preferiu não divulgar o nome do garoto/garota. Para isso, se baseia no código da Wada (Agência Internacional Antidoping) e no próprio ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente).

“A proteção do sigilo das informações acerca do menor destina-se a preservar respectivamente as identidades daquelas pessoas que se encontram na condição peculiar de desenvolvimento da personalidade, obstando a exposição estigmatizada e a conceituação preconceituosa que macule a imagem e a reputação não só daqueles infantes e jovens, mas, também de seus respectivos núcleos familiares”, diz o código da Wada.

No seu site oficial, a CBDA publica o boletim informativo do doping, mas pede “CONFIDENCIALIDADE (caixa alta e negrito da CBDA) entre os seus clubes filiados, tendo em vista tratar-se de menor de idade, para que seja preservada em toda sua amplitude a imagem do menor”.

O menor foi pego no doping por pelo uso do estimulante metilhexaneamina, que provoca aumento da força, da concentração e da atenção ao mesmo tempo em que pode ajudar na redução do peso porque reduz o apetite. O jovem está suspenso por quatro meses, prevenvivamente.

 

Tudo o que sabemos sobre:

dopingNatação

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: