As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Com time C/D, Brasil fatura sete ouros em El Salvador

Demétrio Vecchioli

24 de junho de 2013 | 01h13

Jovem revelação Nathalia Brígida foi campeã em El Salvador

Jovem revelação Nathalia Brígida foi campeã em El Salvador

Mesmo com a sua seleção C/D, o Brasil foi totalmente soberano na Copa Pan-Americana de El Salvador de Judô, realizada neste fim de semana. No total foram sete ouros e um total de 14 medalhas. Os adversários, claro, não eram de peso.

Dentre os destaques, os mesmos da semana passada, quando a equipe competiu no Grand Prix de Miami. Nathalia Brígida venceu quatro lutas e chegou ao quinto pódio em cinco torneios neste ano (o Sul-Americano não contou pontos para o ranking). O ouro na categoria até 48kg valeu principalmente pela vitória sobre a belga Amelie Rosseneu, que é a 14ª do ranking mundial. Nathália, que ainda tem 20 anos, já beira o top20.

Eric Takabatake segue pelo mesmo caminho e já tem cinco pódios em cinco torneios. Ele venceu na categoria até 60kg, sem ter que passar por nenhum adversário de peso. Já Hugo Pessanha, que volta de lesão, ficou novamente com a prata. Desta vez foi derrotado pelo também brasileiro Rafael Buzacarini na final da categoria até 100kg.

Para entender melhor, leia a análise categoria por categoria após o Grand Prix de Miami.

Entre os demais bons resultados, destaque para Charles Chibana, que venceu na categoria até 66kg, superando inclusive Leandro Cunha – este, em má fase na volta de lesão, encerrou o jejum que vinha desde abril do ano passado sem vencer. Na decisão do bronze, Cunha superou Luiz Revite, que hoje é o número 1 do Brasil.

Aproveitando-se de uma chave tranquila, Flávia Gomes faturou seu primeiro título adulto na categoria até 57kg. O mesmo aconteceu com Raquel Silva (até 52kg). De resto, entre as mulheres, bronze para Mariana Silva (até 63kg) e prata para Bárbara Timo (até 70kg).

No masculino, bronze para Daniel Hernandes (+100kg) e Mauro Moura (até 81kg). Walter Santos ficou com a prata entre os pesos pesados e Eduardo Santos venceu na categoria até 90kg.

Ficaram sem medalhas os novatos Pedro Carlos Antun (60kg), Rayfan Barbosa (60kg), Matheus Theotonio (até 100kg) e Stanley Torres (até 73kg). Nenhum deles (assim como Charles Chibana) competiu pela Confederação Brasileira de Judô.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.