As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

E o que mais? Seletiva da ginástica de trampolim, Sérgio Sasaki, morte na canoagem, Maratona de Milão e Triatlo

Demétrio Vecchioli

10 de abril de 2013 | 13h57

Pra fechar a semana (com atraso), um resumo do que mais aconteceu nos esporte olímpicos brasileiros nos últimos dias.

Ginástica de Trampolim – Uma seletiva no fim de semana escolheu os integrantes da seleção brasileira. Carlos Pala, que sofreu queda impressionante no Pan de Guadalajara, segue na equipe, assim como Rafael Andrade. No feminino, destaque para Gionvanna Matheus. No Brasil Olímpico, Joana Perez, uma das selecionadas, falou sobre os problemas enfrentados na modalidade. Ótima entrevista.

A seleção masculina tem: Carlos Pala, Rafael Andrade, Luiz Arruda, Alexandre Lucas da Silva e Breno Souza. No feminino, todas são alunas da academia de Tatiana Figueiredo (coordenadora técnica da seleção): Giovanna Matheus, Camilla Lopes Gomes e Joana Perez. Rafael Andrade também é desta equipe.

Ginástica Artística – Sergio Sasaki competiu na Copa do Mundo de Tóquio (só para convidados), que tem disputa no individual geral. Nono colocado em Londres, ele não conseguiu repetir o desempenho e terminou como quinto entre sete competidores, com total de 87.750 pontos (15.150 no solo, 14.300 no cavalo, 14.375 nas argolas, 14.975 no salto, 14.525 nas paralelas e 14.425 na barra fixa).

O Gym Blog Brazil fez ótima análise da competição e observou que Sasaki começou a etapa com o terceiro melhor somatório de notas de partida (37.200), mas que terminou em quinto porque foi o pior em execução (50.550). O blog questiona se não seria melhor realizar séries mais simples, mas que permitam melhor execução.

Canoagem – Morreu no fim de semana João Carlos Rodrigues Junior, 23 anos, atleta da seleção brasileira de canoagem velocidade. O jovem de Piraju-SP competia no caiaque e morreu atropelado por um ônibus. De acordo com reportagem do R7, ele atravessava fora da faixa de pedestre uma faixa exclusiva de ônibus na Av. Guarapiranga, perto do CT onde treina.

Atletismo – O mineiro Giovani dos Santos não conseguiu o índice para o Mundial de Moscou. O atleta da equipe Pé de Vento correu neste domingo a Maratona de Milão, manteve-se entre os 15 primeiros, mas desistiu no 34º quilômetro. Como tem só mais um mês para obter o índice, não terá tempo hábil para correr outra maratona. Até aqui Solonei Rocha da Silva é o único brasileiro com índice.

Triatlo – Após um ano afastado das competições oficiais, Juraci Moreira, representante do Brasil em três Olimpíadas, voltou em grande forma. O triatleta de 33 anos foi vice-campeão da Copa Pan-Americano de Triatlo, neste domingo, em João Pessoa. A vitória foi de Diogo Sclebin. Bruno Matheus foi o terceiro. No feminino, Pâmela Oliveira confirmou o favoritismo e venceu com mais de 9 minutos de folga. Praticamente só brasileiros competiram na prova que valia pontos para o ranking mundial.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.