As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

É só o começo – Brasil faz campeões na Finn e na base de classe 420

Demétrio Vecchioli

23 de julho de 2013 | 02h13

Barcos da classe SL16 competem no Chipre

Barcos da classe SL16 competem no Chipre

O Brasil tem os campeões de base em duas classes olímpicas da vela. No fim de semana passado chegou ao fim o Mundial da Juventude (Sub-19), no Chipre, e o destaque da delegação brasileira ficou para Tiago Brito e Andrei Kneipp, que conquistaram pela primeira vez o título da 420 masculina para o País. A classe é preparatória para a 470.

O outro título brasileiro havia vindo no Mundial “Prata” da Classe Finn, na Itália. Mais jovem integrante da delegação brasileira nos Jogos de Londres, Jorge Zarif venceu com extrema facilidade, antes mesmo da medal race, mostrando por que é a grande esperança da vela brasileira.

Além disso, o Brasil ainda ficou muito perto do pódio, no Chipre, com Kim Vidal e Antonio Carlos Lopes Neto, na classe SL16, disputada num catamarã, tipo de barco que volta ao programa olímpico nos Jogos do Rio/2016 na Nacra17. Esta classe, porém, obriga a presença de um homem e uma mulher, enquanto a SL16 é masculina.

O Brasil ainda fez 10º na 420 feminina com Claudia Mazzaferro e Luiza Peiter, 20º na 29er (preparatória para a 49er) com Antonion Aranha e Philipp Essle, 28º na Laser Radial masculina (preparatória para a Laser) com Martin Manzoil Lowy, 19º na Laser Radical feminina com Maria Cristina Boabaid, 21º com Juliana Aguiar e nono lugar com Yago Carvalho na RS:X.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.