As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

É só o começo – Rebecca vence Brasileiro Juvenil e mostra regularidade

Demétrio Vecchioli

17 de setembro de 2013 | 22h45

Cegin

Rebeca Andrade voltou a mostrar, no Brasileiro Juvenil, que é a principal ginasta brasileira do momento. Regular, a atleta do Flamengo conquistou o título do individual geral com 55.150 pontos. Exatamente a mesma pontuação que fez para ser campeã no Brasileiro de Ginástica Artística. 

Flávia Saraiva, medalhista de prata,  do Qualivita, também manteve a média. Fez 53.900 em agosto e agora somou 54.000. Lorrane Oliveira (Cegin) levou o bronze com 52.200, abaixo das duas principais ginastas da geração.

Chega a assustar os 14.850 pontos que Rebeca somou para ser campeã no salto. E olha que ela fez 15.000 nas eliminatórias. Na trave o título veio dividido com Flávia. Ambas somaram 13.900. Flávia só venceu no solo, com 14.000. Rebecca tirou 13.850. Em todos os casos as notas foram melhores do que no Sul-Americano Juvenil.

MASCULINO – Entre as mulheres o desenvolvimento atlético é mais rápido. Por isso atletas juvenis têm desempenho tão bom ou melhor que adultas. No masculino isso demora mais. E por esse motivo o Brasileiro Juvenil não teve resultados expressivos.

Durante a competição em Aracaju, sábado, um atleta se machucou e não havia ambulância para atendê-lo. Por falta de condições, os clubes decidiram encerrar as provas por ali e só retornar domingo. Assim, não houve eliminatórias. E as notas do individual geral contaram também por aparelhos.

No sub-18, vitória de Angelo Assumpção (Pinheiros), com somatório de 80.600 pontos. Yannick Santos (AABB-SP) levou a prata com 79.300, com Ygor Reis (SERC/São Caetano) em terceiro, com 78.050.

Os dois primeiros colocados do individual geral dividiram as medalhas por aparelho. Yannick venceu no solo (14.050), no cavalo com alças (13.400) e nas argolas (13.550). Angelo teve a melhor nota no salto (14.225), nas barras paralelas (13.750) e na barra fixa (12.800).

No individual geral sub-16 venceu Lucas Cardoso (GNU), com 79.650 pontos, contra 78.400 de Gabriel Barbosa (SERC/São Caetano). Nélio Costa (SERC) terminou em terceiro, com 76.800.

Por aparelhos, vitória de Lucas no solo (13.600), no cavalo com alças (13.300), nas argolas (13.050) e no salto (13.300). Nélio foi o melhor nas barras paralelas (13.600), empatado com Bernardo Miranda, enquanto Gabriel Barbosa venceu na barra fixa (12.850).

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: