As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Érica bate recorde da marcha atlética; Franciela baixa 11s com ajuda do vento

Demétrio Vecchioli

07 de abril de 2014 | 23h45

Normalmente deixada em segundo plano, a marcha atlética recebeu da CBAt oportunidade de mostrar serviço na Europa e vem mostrando resultados. Até agora já caíram dois recordes brasileiros, com três medalhas garantidas no Circuito Mundial da Iaaf, ainda que em provas que não reuniram os melhores atletas do mundo.

No último fim de semana, Érica Rocha, da Orcampi, bateu o recorde sul-americano dos 20km com 1min31s22, assumindo o 28.º lugar do ranking mundial neste início de temporada – ano passado, teria ficado no 62.º lugar na marcha atlética.  Com a boa marca, levou a prata na etapa de Rio Maior, em Portugal, do Circuito Mundial.

Entre os homens, Caio Bonfim (Caso-DF) ganhou o ouro com 1h23min15s, ainda um pouco longe do recorde nacional de 1h19min56s, feito em 1995 por Sérgio Vieira Galdino. José Alessandro Bagio (Aablu, de Blumenau) foi o quinto, com 1h25min52s. Os dois já correram na casa de 1h21min no passado. Caio tem só 23 anos, enquanto Bagio é 10 anos mais velho.

PISTA – O fim de semana teve alguns resultados interessantes na pista. Franciela Krasucki correu os 100m em um torneio da FPA no Ibirapuera em 10s99. Tudo bem que o vento de 4m/s ajudou e isso invalida a marca como recorde, mas foi a primeira vez que ela corre abaixo da casa de 11s. Uma ótima mostra do que Franciela, que tem 11s13 como melhor tempo da carreira, pode fazer.

Na Flórida, Anderson Henriques foi terceiro num forte evento universitário nos 400m, com 45s46. Hugo Balduíno (46s14), Wagner Cardoso (46s16) e Jonathan Henrique (46s37) também correram. O revezamento não foi bem e ficou em sexto, com 3min04s41. A equipe está nos EUA treinando no CT de Michael Johnson.

MARATONAS – Franck Caldeira correu a Maratona de Milão em busca do recorde pessoal (2h10min), mas não completou. Nos 35km ele já estava mais de dois minutos atrás do líder, mas não cruzou a linha de chegada (não sei por que). Apenas nove atletas, aliás, completaram abaixo de 2h20min. No Chile, aconteceu o desnecessário Campeonato Sul-Americano, dentro da Maratona de Santiago. Marcos Alexandre Elias, com 2h20min29, foi vice-campeão e sétimo geral na prova. Paulo Roberto de Almeida Paula e Marílson Gomes dos Santos correm em Londres no domingo que vem.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.