As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Flamengo e Vasco se unem e anunciam boicote ao Brasileiro de Remo

Demétrio Vecchioli

04 de setembro de 2015 | 17h00

Não é só a Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa) que está tendo que lidar com um boicote dos seus melhores atletas. No remo, a situação é quase caótica. Na quinta-feira à noite, os clubes do Rio, os principais do País, decidiram em assembleia boicotar o Campeonato Brasileiro, que será realizado em Brasília, de 28 de outubro a 1.º de novembro.

A data estava reservada para a quarta e decisiva etapa do Campeonato Carioca, o estadual mais forte e mais tradicional do País, realizado desde 1898 e que estimula a rivalidade entre Vasco, Botafogo e Flamengo – todos clubes de regatas.

“A alteração da data do Campeonato Brasileiro (do dia 3 de outubro) para 1.º de novembro, data justamente da nossa última regata, foi uma decisão unilateral da CBR (Confederação Brasileira de Remo) com fins de retaliação e afronta a esta federação por críticas a sua gestão”, alega, em nota, a Federação de Remo do Estado do Rio (FRERJ).

No entender de Paulo Carvalho, presidente da entidade carioca, a CBR alterou a data do Campeonato Brasileiro para impossibilitar que os atletas cariocas disputem a competição. Assim, deixam de poder pleitear a Bolsa Atleta. “Pressupõe-se que a intenção é prejudicar esta federação e beneficiar os parceiros políticos.”

A CBR atualmente é comandada pelo catarinense Edson Altino Pereira Junior, que tem como vice Marcelus Marcili dos Santos Silva, do Rio Grande do Sul. Mas os principais clubes do País são do Rio. No ano passado, o Botafogo somou 141 pontos para ser campeão brasileiro, com o Flamengo como vice, com 132. O Grêmio Náutico União, de Porto Alegre, ganhou 32.

O programado era que o Brasileiro de 2015 e 2016 acontecessem na Lagoa Rodrigo de Freitas, onde treinam Flamengo, Botafogo e Vasco – os cruzmaltinos reformularam a equipe nesta temporada e brigariam pelo título. Foi essa a condição aceita por eles para participarem do Brasileiro em São Paulo, na Raia Olímpica da USP, no ano passado. Em 2012, boicotaram o evento.

“Ficou pactuado pela CBR e demais federações que o Campeonato Brasileiro de 2014 seria em São Paulo mas que os de 2015 e 2016 seriam no Rio de Janeiro em razão das Olimpíada de 2016”, alega a federação carioca. Também uma etapa do Campeonato Paraense (onde Remo e Tuna Luso são fortes) está marcado para a mesma data. A CBR ainda não se posicionou sobre o tema.

Tudo o que sabemos sobre:

Remo