As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Flávia Oliveira é única brasileira a completar Mundial de Ciclismo

Demétrio Vecchioli

30 de setembro de 2013 | 23h02

Ciclismo

Mundial da Ciclismo de Estrada, assim como esta prova nos Jogos Olímpicos, não chega a ser uma incógnita (basta ver que Marianne Von chegou ao sétimo pódio consecutivo). Mas é difícil avaliar o desempenho de um atleta numa prova de resistência (140km no feminino, 272km no masculino), muito diferente daquela que ele está acostumado a realizar nos outros 364 dias do anos. Até porque não existe a equipe para dar suporte/vácuo.

Dito isso, não dá para dizer que foi decepcionante a participação dos brasileiros na competição realizada na Toscana (uma prova de 200 e poucos quilômetros acontece num estado, não numa cidade).

Na prova masculina, competiram dois brasileiros, apenas. Mas tanto Rafael Andriato quanto Murilo Fisher fizeram parte do grupo da imensa maioria: dos que abandonaram. Largaram 208, 61 completaram. O título (olha que legal!) ficou com um português.

No feminino, resultado melhor. Flávia Oliveira terminou na 23ª posição entre 44 que completaram. A brasileira compete pela DNA Cycling, dos EUA. Clemilda e Uênia Fernandes não completaram. Clemilda também participou do contra-relógio e foi 41ª entre 44 participantes (não é o forte dela, sempre bom lembrar).

O Brasil ainda teve bom resultado na base, com o 23º lugar de Caio Godoy no Júnior (sub-18). Lucas Ribeiro e Aquila Roux abandonaram. Aquila foi 75º no contra-relógio. Lucas abandonou.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: