Funvic supera seleção brasileira e Fernanda Souza fica em segundo em San Luis
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Funvic supera seleção brasileira e Fernanda Souza fica em segundo em San Luis

Demétrio Vecchioli

20 de janeiro de 2014 | 01h41

Dessas coisas que não dá para entender com muita facilidade (mas prometo ir atrás durante a semana e contar com mais detalhes): o Brasil levou quatro atletas para a versão feminina do tradicional Tour de San Luis, na Argentina. E uma ciclista que não viajou bancada pela seleção – e sim por sua equipe – foi quem acabou com o melhor resultado.

Fernanda Souza, da Funvic, de São José dos Campos, terminou na segunda colocação após cinco etapas, atrás apenas da norte-americana Alison Powers. Pela seleção brasileira, Clemilda Fernandes acabou em terceiro. Sua prima Marcia foi a 23.º, a uma distância não tão grande do pelotão de frente, enquanto Marcia Fernandes (53º) e Ana Paula Casetta (60º) terminaram a mais de 20 minutos da campeã. Muito melhor foram Luciene Ferreira (sexta) e Cristiane Pereira (nona), ambas pela Funvic.

“Acredito que a seleção conseguiu desempenhar um bom papel, estivemos sempre ativos durante as provas e conseguimos uma grande vitória na segunda etapa, além da terceira colocação geral com a Clemilda. O resultado foi positivo”, comentou Glauber de Souza, técnico da seleção, em declaração reproduzida pela assessoria de imprensa da CBC.

Como se vê, Glauber ignora os resultados de Fernanda. Ignora, por exemplo, a vitória dela na quarta etapa, de contra-relógio, com Clemilda em terceiro. Só citou a vitória da veterana na segunda perna do Tour.

Não é preciso pensar muito para concluir que está algo errado quando a seleção brasileira termina uma competição atrás de uma equipe formada por atletas não convocadas. Completada por Andreina del Risco, o time da Funvic acabou em segundo, atrás apenas da norte-americanas. Não descobri a classificação da seleção, mas Cuba terminou em terceiro.

MASCULINO – Entre os homens, a principal prova sul-americana de ciclismo de estrada começa nesta segunda-feira, com apenas uma equipe brasileira, a DataRo, de Cascavel. O time inscreveu Cristian Egídio, Caio Godoy, Cleberson Weber, Alcides Vieira e Thiago Rodrigues, além do uruguaio Ramiro Cabrera.

A Funvic, que ano passado colocou Alex Diniz em terceiro, à frente de Alberto Contador, desta vez não vai à Argentina. Na lista de inscritos para este ano, destaque para o britânico Mark Cavenish, pela Omega Pharma.

VOLTA FEMININA DO BRASIL – Uma semana antes do Tour de San Luis. Obviamente uma boa data para se realizar a Volta Feminina do Brasil. Só que não. Sem os principais nomes da modalidade no País, a prova realizada em São Carlos (SP) teve suas quatro etapas vencidas pela bicampeã Ana Paula Polegatch, da Memorial/Prefeitura de Santos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: