As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Hugo Calderano vai a semi no Aberto de Kuwait e volta a fazer história

Demétrio Vecchioli

17 de fevereiro de 2014 | 13h00

 

Não que Hugo Calderano precise provar algo coisa mais. Aos 17 anos, já fez muita coisa que nenhum brasileiro jamais sonhou no tênis de mesa. Mas, no último fim de semana, o garoto carioca voltou a dar mostras do seu talento. Na chave sub-21 do Aberto do Kuwait, conseguiu uma inédita semifinal.

Para tanto, venceu atletas bem colocados no ranking da categoria. Um sul-coreano (85º), um taiwanês (12º) e um japonês (21º), mas parou em Asuka Sakai (41º), também do Japão. Ou seja: ainda que não tenha enfrentado chineses, encarou adversários duros, o que engrandece sua conquista.

Curta o Olimpílulas no Facebook e siga no Twitter.

Mas o resultado de Calderano no sub-21 foi o único bom do Brasil na semana. Também no Kuwait, Gustavo Tsuboi e Hugo Calderano furaram o quali, mas pararam na estreia da chave principal, respectivamente para Jun Mizutani (Japão, 13º do mundo) e Tianyi Jiang (Hong Kong, 34º). Nenhuma surpresa, portanto.

Leia: Aos 17, Hugo Calderano já pensa como profissional no tênis de mesa

No quali, o garoto venceu um sueco que é top100. Casuo Matsumoto e Thiago Monteiro ficaram na fase de grupos e na estreia da chave de duplas. Entre as mulheres, Caroline Kumahara e Gui Lin não avançaram da fase de grupos nem na chave adulta nem na sub-21. Carol ainda venceu um de seis jogos (no sub-21). A chinesa, nem isso. Juntas elas ainda perderam na estreia em duplas.

Mais esporte olímpico do fim de semana: Base da seleção feminina de handebol é desfeitaAtletismo tem duas quebras de recorde sul-americanoJudô fatura sete medalhas na Europa

JUNIORES – Com Hugo abrindo mão das disputas no Circuito Mundial Júnior (sub-18), abre-se espaço para novos nomes. Na Suécia competiram Massao Kohatsu e Isaac Zauli. Mas os dois perderam na estreia da chave, mesmo resultado de Bruna Takahashi e Leticia Nakada e da dupla delas. Bruna foi até as oitavas no sub-15, enquanto Renan Ferreira perdeu na primeira partida. Todos vieram do qualifying.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.