As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Josi acerta saltos, fica em último, chora e homenageia Lais

Demétrio Vecchioli

14 de fevereiro de 2014 | 12h52

Aconteceu o previsto na prova de esqui aerials estilo livre, nesta sexta-feira, em Sochi. Como o blog já havia informado, Josi Santos fez os saltos mais simples dentre todas as competidoras (um mortal esticado e um mortal carpado) e terminou no último lugar entre 22 participantes. Mesmo assim, comemorou: acertou os saltos e teve ótima aterrissagem. No fim da prova, chorou copiosamente e não deixou de mandar o #ForçaLais.

Ao fim da prova, em entrevista ao SporTV, ela confirmou que competiu machucada, como o blog vinha alertando que competiria. Mais do que isso, revelou que teve que implorar para os médicos do COB para que a permitissem competir. Acabou realizando o sonho olímpico, mesmo que no último lugar.

Veja mais: Josi diz que implorou aos médicos para competir machucada

Nos comentários do post anterior, alguns leitores criticaram o blogueiro por prever que Josi ficaria em último. Mas não era chute. Era informação. Como previsto, a brasileira foi a única a escolher a menor das seis rampas de saltos. Também foi a que teve menor nota de partida: 2.000 no primeiro salto e 2.050 no segundo. As atletas que tiveram nota de partida menor, tirando Josi, tiveram 2.900.

Leia também: Josi desafia lógica para homenagear a amiga Lais

Como a avaliação dos juízes (máximo de 30 pontos) é multiplicada pelo grau de dificuldade, Josi já saia com uma nota 50% menor do que qualquer uma das rivais. Em situações normais, não havia menor possibilidade de ela terminar em qualquer posição que não o último lugar.

Cheguei a afirmar que a torcida era pela queda de alguma rival. A mais fraca delas, a bielo-russa Hanna Huskova, caiu nos dois saltos que fez. Mesmo assim acabou à frente de Josi. Na segunda classificatória, teve nota 52.60. Josi recebeu 48.17.

Curta o Olimpílulas no Facebook e siga no Twitter.

Na primeira classificatória Josi até foi melhor que Huskova, com 49.60, contra 44.08 da bielo-russa, que foi muito mal, e 48.72 da suíça Tania Schaerer, que depois acabou indo muito bem na segunda etapa. Mas o que vale para a história, para os atletas que não avançaram para a final (caso de ambas) é o resultado da segunda classificatória. Ou seja: o 22.º lugar de Josi.

Acompanhe toda a cobertura do Olimpílulas sobre os Jogos de Sochi

No fim, apenas 23 atletas se inscreveram para a prova nesta sexta-feira. Assim, duas vagas das 25 disponíveis não foram ocupadas. Não havia lista de espera. Josi era a última colocada do ranking olímpico. Além disso, uma ucraniana desistiu de competir.

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.