As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mayra luta machucada e vai à repescagem; Maria Portela também disputa bronze

Demétrio Vecchioli

30 de agosto de 2013 | 14h48

Texto com a equipe da AE

O judô brasileiro tem chance de conquistar duas medalhas nesta sexta-feira no Mundial, que está sendo realizado no Ginásio do Maracanãzinho, no Rio, mas nenhuma de ouro. Derrotadas nas quartas de final, Mayra Aguiar e Maria Portela vão disputar a repescagem nesta tarde e garantem o bronze caso conquistem duas vitórias cada.

Líder do ranking mundial na categoria até 78kg, Mayra era favorita a ser campeã no Rio. Ela estreou apenas na segunda rodada do Mundial de Judô. A brasileira encarou a italiana Assunta Galeone e forçou a adversária a receber duas punições. Além disso, Mayra conseguiu aplicar um wazari no final da luta, avançando assim para a etapa seguinte da competição no Rio.

Em seguida, diante da holandesa Marhinde Verkerk, Mayra começou melhor a luta e viu a adversária levar uma punição. A adversária, porém, se recuperou no combate. A brasileira recebeu duas punições, o que pôs sua oponente em vantagem. Além disso, sofreu um ippon quando faltavam apenas quatro segundos para o encerramento da luta.

Pesou para a eliminação de Mayra a lesão no punho direito sofrida pela brasileira durante o Masters de Judô, vencido por ela, no final de maio, na Rússia. Depois disso, mesmo com a contusão, ela participou de outras competições, mesmo que siga com dificuldades até para fechar a mão.

A expectativa, inclusive, é para que Mayra realize uma cirurgia após o encerramento do Mundial. Com dores e decepcionada com a chance perdida de conquistar a medalha de ouro dentro do próprio País, a brasileira deixou o tatame após a sua luta chorando muito.

Sem conseguir a classificação para as semifinais do Mundial de Judô, Mayra disputará nesta tarde a repescagem, quando tentará igualar o seu desempenho na Olimpíada de Londres, no ano passado, quando faturou o bronze. A brasileira vai enfrentar a ucraniana Viktoriia Turkis. Em caso de triunfo, disputará o bronze.

A situação é a mesma de Maria Portela. Nesta sexta, na categoria até 70kg, a brasileira venceu suas duas primeiras lutas, mas acabou sendo derrotada nas quartas de final. Assim, disputará a repescagem ainda nesta tarde, assim como Mayra na categoria até 78kg.

Oitava colocada no ranking mundial na sua categoria, Maria Portela estreou na sua categoria com vitória sobre a dinamarquesa Emile Sook, com um wazari. Em seguida, a brasileira encarou a casaque Dinara Kudarova, que chegou a aplicar um wazari. Maria Portela, porém, conseguiu um ippon quando faltavam 58 segundos para o final da luta para se garantir nas quartas de final.

Em busca de uma vaga nas semifinais, Maria Portela encarou a sul-coreana Ye-Sul Hwang, mas não teve o mesmo sucesso. Diante de uma lutadora mais alta, a brasileira teve dificuldades para aplicar golpes e perdeu por yuko. Assim, vai disputar a repescagem contra a francesa Lucie Decosse nesta tarde. Em caso de triunfo, lutará pelo bronze da categoria até 70kg.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.