No último salto, Duda é bicampeão mundial indoor de atletismo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

No último salto, Duda é bicampeão mundial indoor de atletismo

Demétrio Vecchioli

08 de março de 2014 | 17h16

Mauro Vinicius da Silva, o Duda, é bicampeão mundial indoor de atletismo. Neste sábado, assim como foi havia sido em Istambul (Turquia), há dois anos, o brasileiro deixou o melhor salto para o fim, chegou a 8,28m numa tentativa quase perfeita, e garantiu o ouro no salto em distância no Mundial de Sopot (Polônia).

A marca obtida por Duda neste sábado é exatamente igual à melhor dele em Istambul. A diferença é que, na ocasião, o brasileiro fez 8,28m na etapa classificatória. Na final, conquistou o ouro com 8,23m.

Leia também: Thiago perde medalha no último salto, mas não tem o que lamentar

Na Polônia foi tudo ainda mais sofrido. Na fase de classificação, sexta, ele fez dois saltos ruins (7,64m e 7,58m) até chegar pressionado à última tentativa. Alcançou 8,02m e avançou em sétimo à final. Antes, porém, teve que torcer contra três rivais que ainda poderiam tirá-lo do grupo dos oito melhores.

Já neste sábado, Duda começou a competição bem, com 8,06m, garantindo uma boa classificação. Sempre perto dos oito metros, fez 7,94m na segunda tentativa, 8,04m na quarta, e queimou a terceira e a quinta.

Você viu? Pé quente!! Bebê que Hortência levou à Olímpíada estreia pelo Brasil com ouro

Em quinto, chegou ao sexto e último salto precisando de 8,13m para chegar à zona de medalha e 8,23m para virar líder. Num salto veloz, em que aproveitou bem a tábua de impulsão (ficou a 3,2cm do limite), alcançou 8,28m e colocou pressão nos rivais. Dos que vieram depois dele, só um não queimou. O ouro veio quando Jinzhe Li, da China, queimou a última tentativa. O asiático terminou com a prata e Michel Torneús, da Suécia, com o bronze.

O salto de 8,28m, que deu o ouro a Duda, é o segundo melhor da temporada indoor de 2014, atrás apenas do russo Aleksandr Menkov, que terminou em quinto no Mundial. É também o novo recorde brasileiro.

Foi por muito pouco que o campeão mundial juvenil não se tornou medalhista no Mundial Indoor de Atletismo. Neste sábado, Thiago Braz, de 20 anos, se aproximou do recorde sul-americano, ficou a um salto do bronze, mas viu um rival acertar a última tentativa e terminou em quarto lugar na vara em Sopot (Polônia)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: