As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Por Anderson Silva, esporte brasileiro ignora princípios olímpicos

Demétrio Vecchioli

22 de abril de 2015 | 19h36

Flagrado três vezes em dois exames antidoping diferentes, Anderson Silva não deveria ser bem vindo em nenhum evento relacionado ao esporte até que cumprisse a pena que lhe vier a ser imposta. Mas não é assim que pensa quem comanda o esporte no Brasil. Nesta quarta-feira, a Confederação Brasileira de Tae Kwon Do (CBTKD) estendeu um tapete vermelho para que o lutador sente na janelinha do trem para a Olimpíada e não recebeu críticas do ministério do Esporte, do Comitê Olímpico do Brasil (COB) ou de qualquer entidade séria.

“O que aconteceu com o Anderson Silva (o doping) não tem nada a ver com Olimpíada”, disse, em determinado momento da entrevista coletiva, o presidente da CBTKD, Carlos Fernandes. Ele está redondamente enganado. 

Está no primeiro dos sete princípios básicos do olimpismo: Misturando esporte com cultura e educação, o olimpismo procura criar um modo de vida baseado no prazer do esforço, no valor educacional do bom exemplo, na responsabilidade social e no respeito aos princípios éticos universais”.

Princípios éticos são universais. Doping é desvio ético no esporte olímpico, no UFC, na Fórmula 1 ou no futebol americano. Anderson Silva cometeu um desvio ético pela qual precisa ser dura e exemplarmente punido.Enquanto isso não acontecer, ele não pode ter espaço no esporte olímpico. Até porque aguarda-se por um julgamento que poderá dizer se ele tem um modo de vida baseado no esforço ou no doping, e se tem algo a ensinar como bom exemplo.

INJUSTIÇA – A questão do doping não é o único erro da CBTKD em relação a Anderson Silva. Em troca de visibilidade, a entidade jogou fora a credibilidade esportiva. Deixou claro que acredita que Olimpíada pode ser uma aventura, para a qual basta se dedicar alguns poucos meses – desde que você tenha um nome famoso e possa atrair mídia. O mérito esportivo é deixado de lado por quem mais deveria defendê-lo.

Tudo o que sabemos sobre:

Anderson SilvaOlimpíadatae kwon do